Crónicas de uma Leitora: "Deixa dormir o diabo" de John Verdon [Opinião]

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

"Deixa dormir o diabo" de John Verdon [Opinião]


Para mais informações clique aqui 



Sinopse:
David Gurney, um ex-detetive da Polícia de Nova Iorque, aceita encontrar-se com uma jovem que está a realizar um documentário sobre o Bom Pastor. Uma década atrás, uma série de assassinatos fizeram deste serial killer notícia de primeira página. Mas os crimes pararam, sem que ninguém tenha percebido porquê.

Para o FBI este era um caso arquivado, até Gurney descobrir elementos que a investigação inicial tinha desprezado e arriscar a própria vida para encontrar o Bom Pastor, transformando-se no próximo alvo do assassino.

Dave Gurney sabe que está perante um homem perigoso e inteligente… um diabo que despertou.



Esperava ansiosamente pelo terceiro volume desta saga policial protagonizada pelo detective Dave Gurney do autor John Verdon, uma vez que gostei muito de  "Pensa num Numero" e "Não abras os olhos". 

O ambiente envolvente criado pelo o autor, os temas, a maturação das personagens, que  têm evoluído com o decorrer da saga, sendo que este terceiro volume é simplesmente viciante.  

O detective, Dave Gurney, encontra-se num estado depressivo, consequência do atentado sofrido em "Não abras os olhos", mas a pedido de uma antiga amizade, torna-se consultor, de um documentário sobre um serial killer.
Apelidado d’"o Bom Pastor", este serial killer nunca foi apanhado e o caso foi arquivado. O "super detective" agora reformado tem uma opinião contrária a todos os detetives e especialistas que de alguma forma acompanharam e/ou acompanham ocaso, sendo que a sua curiosidade natural o vai colocar, a si, á sua família e á repórter que assiste no documentário, na mira deste assassino. 

Ao longo dos vários capítulos vão-se sucedendo estranhos episódios que nos prendem na leitura,  situações estranhas que poderão ser sequência de um final de namoro mal aceite pelo ex-namorado do repórter ou do próprio "Bom Pastor".

O desenvolvimento familiar entre pai e filho, a relação familiar entre Dave Gurney e a sua esposa e a nova relação do seu filho com a jornalista, complementam esta história.
John Verdon criou um thriller psicológico e policial de alto nível que, na minha opinião, não vai deixar ninguém indiferente. O vilão da história é simplesmente surpreendente bem como os seus "motivos" Recomendo a sua leitura a todos os amantes de policiais, aos amantes de thrillers psicológicos e a todos os amantes de um bom livro.

Sem comentários:

Enviar um comentário