Crónicas de uma Leitora: [Opinião] O Intruso de Carina Rosa

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

[Opinião] O Intruso de Carina Rosa

 Autor: Carina Rosa
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 190

Sinopse:
Sara é uma mulher deprimida e atormentada por um passado trágico. A casa que outrora pensara ser um refúgio contra as lembranças de uma vida que desejava esquecer, é agora um antro de sombras que a perseguem.
O reencontro com Martim, um rosto que lhe é de alguma forma familiar, de um passado longínquo, provoca-lhe uma avalanche de sentimentos que poderão mudar a sua vida para sempre. Mas o passado nunca poderá ser apagado e Sara vê-se obrigada a tomar decisões que podem fazer a derradeira diferença ente a vida e a morte.
Poderá Martim salvá-la de uma realidade que foge ao seu alcance? Ou poderá afundá-la ainda mais naquele poço sem fundo, em que não há saída possível, senão a morte?

Opinião:
Este livro não foi dos melhores livros que li, infelizmente, pois a história em si até me parece ser interessante talvez um pouco "cliché" mas mesmo assim interessante.
Então Sara é uma mulher deprimida, que vive com medo do seu passado. Sozinha numa casa com Mike, o cão, trabalha num Hotel, e durante o dia tudo parece bem, se não fosse o facto de ter imensos pesadelos, basta dormir e alguém a atormenta.
Com dois encontros não combinados, Sara conhece Martim, uma num atropelamento e outra num cruzamento, onde ambos os carros batem um contra o outro. Uma série de encontros e o pequeno romance acontece naturalmente. Mas Sara não se sente preparada para amar quem quer que seja, pois ainda sofre com a perda do ex-namorado. Mas não consegue parar de se encontrar com Martim, pois de alguma maneira sabe que o conhece de algum lado, agora de onde...

Achei que a nível de escrita algumas partes não eram tão fluídas como outras, e o excesso de pontos finais em poucas palavras faziam-me muita confusão. Tal como a repetição de ideias em que não haveria necessidade de tal, a meu ver. 

Gostei de Martim, um mulherengo que se apaixonou, achei que estava interessante. 
Sara que sofre pelo ex-namorado,por vezes parecia-me uma adolescente, mas mesmo assim as vezes ria-me com ela, principalmente nas conversas com a Juliana. 
Rodrigo, fiquei um pouco sem saber muito bem o que dizer dele, achei uma personagem mesmo fraca para o que é, claro. Ele quer Sara para si e só há uma maneira de o fazer.

O final apesar de ser previsivél até é engraçado. Portanto acho que é um livro que se vai lendo, mas não é nada de especial.



Sem comentários:

Enviar um comentário