Crónicas de uma Leitora: Uma Chama Entre as Cinzas | Sabaa Tahir | Editorial Presença | Opinião

quinta-feira, 24 de março de 2016

Uma Chama Entre as Cinzas | Sabaa Tahir | Editorial Presença | Opinião


Elias pertence aos Ilustres, as famílias da elite do Império. Desde os seis anos que treina na Academia Militar de Blackcliff para se tornar um dos soldados mais implacáveis ao serviço dos Marciais.

Laia pertence aos Eruditos, um povo oprimido pelo jugo firme dos Marciais. Quando o seu irmão é preso e acusado de traição, Laia procura a ajuda da Resistência. Em troca, tem de se infiltrar como escrava em Blackcliff.

Quando se conhecem, Elias e Laia percebem que as suas vidas estão interligadas — e que as escolhas de ambos podem mudar o destino do Império.

Para mais informações ou para adquirir Uma Chama entre as Cinzas consulte o site da Editorial Presença, clicando AQUI
Depois de completamente conquistada pela narrativa intensa de Pierce Brown no livro O Filho Dourado, pensei que estaria longe o dia que outra leitura fosse tão forte, tão marcante, tão vibrante mas o certo é que a Editorial Presença trouxe mais um livro absolutamente arrebatador.

Antes de mais vou já esclarecer as 5 estrelas que dei no Goodreads, a autora não teve medo, fez o que julgou que deveria fazer para construir uma história poderosa que retratasse uma sociedade violenta e cheia de nuances obscuras. Matou personagens quase que indiscriminadamente porque julgou ser o necessário para a evolução natural da narrativa. Confesso que por uns tempos não quis acreditar que certas coisas que estava a ler fossem realidade, pensei que pudesse haver em algum ponto algo que dissesse que aquilo havia sido uma ilusão (quando lerem entenderão o porquê), mas não, a narrativa fluiu de forma a chegar a um ponto fulcral que muda o rumo dos acontecimentos.

Sabaa Tahir escreve de uma forma tão intensa que quase nos sentimos dentro do livro a viver a história, a forma como construiu toda a sociedade, desde a hierarquia passando pela história dos povos todos os detalhes são fenomenais tornando a autora numa exímia contadora de estórias. E se gostei de Laia e da sua força interior e da forma como mesmo na maior adversidade não quebra gostei ainda mais de Elias com princípios tão vincados que prefere trair o próprio povo a aceitar as imposições que tem de enfrentar. Mas não são apenas os protagonistas que merecem especial destaque neste livro, há todo um conjunto de personagens deve ser acompanhado com atenção pois podem mudar o rumo da narrativa nos momentos mais inesperados especialmente os Augures.

A autora trocou-me as voltas tantas vezes que se tornou impossível adivinhar o que viria a seguir e o final foi daqueles completamente inesperados. Uma história imperdível e uma autora a não perder nunca de vista. Sabaa Tahir é autora a manter na estante.

P.S. estou a ficar viciada neste género literário... 



Este exemplar foi gentilmente cedido pela Editorial Presença em troca de uma opinião honesta

Sem comentários:

Enviar um comentário