Crónicas de uma Leitora: Traída pelo Destino de Emma Wildes [Opinião]

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Traída pelo Destino de Emma Wildes [Opinião]

Pode ler mais informações sobre Traída pelo Destino aqui
Sinopse:
 
Na sociedade do período da Regência, espera-se que as mulheres casem jovens, governem a casa e sejam vistas, não ouvidas. Mas, por outro lado, estas senhoras dificilmente fazem o que se espera delas… Lady Lillian Bourne não se pode dar ao luxo de se envolver noutro escândalo. Ao reentrar na sociedade, após a fuga desastrosa de que foi protagonista quatro anos antes, não tem alternativa senão ser a própria imagem do decoro. Mas está convencida de que o destino está a conspirar contra ela, quando, durante uma festa, dá consigo fechada à chave numa biblioteca com um desconhecido enigmático. Seria o fim, se caísse em desgraça uma segunda vez... Após os anos que passou em Espanha como espião, Lorde Damien Northfield considera Londres um pouco entediante, até ao seu encontro inesperado com a encantadora, mas mal-afamada, Lily. Após a contrariedade por que passaram, não pode deixar de desejar que o interlúdio com ela tivesse sido tudo menos inocente. E quando é contratado para investigar um esquema de chantagem e homicídio que envolve algumas das famílias mais ilustres de Inglaterra, fica radiante ao descobrir que o destino a voltou a colocar no seu caminho, e que ela pode ser a chave para apanhar um assassino implacável…


Opinião por Vera Carregueira:

Romance, intriga, erotismo e mistério. Suponho que não haja melhor forma para descrever "Traída pelo Destino". Este é o segundo livro que leio de Emma Wildes (pode ver a opinião de Uma Aposta Perversa aqui) e insere-se nos mesmos moldes do anterior.
Esta obra conta-nos a história de dois casais e vamos vendo os acontecimentos do ponto de vista de cada um deles. Por um lado temos temos lady Lillian Bourne uma jovem de 22 anos com um passado escandaloso e Damien Northfield um antigo espião ao serviço da coroa reformado devido a ferimentos graves numa perna. O romance deste casal não se enquadra nos parâmetros ditos normais da sociedade mas é sem dúvida muito interessante tendo-lhes ocorrido algumas peripécias.
Do outro lado temos James Bourne, primo de lady Lillian, que mantém uma relação amorosa com uma mulher mais velha Regina Daudet. O seu relacionamento pouco convencional trás-nos o lado mais erótico da obra com quase todas as cenas de sexo protagonizadas pelo casal.
Gostei bastante dos dois casais, a maneira como o passado os afecta molda-lhes a personalidade tornando-os mais fortes e independentes principalmente no caso das mulheres. A personagem secundária mais interessante é sem dúvida a duquesa viúva que consegue se impor da maneira mais inteligente nas mais diversas. Leio sempre com interesse redobrado as descrições de bailes e vestuário das personagens pois acho a época em que o livro se insere divinal e os seus costumes deixam-me sempre a pensar nas mudanças que a sociedade tem atravessado ao longo dos séculos.
Contudo Emma Wildes não se fica por aqui e criou uma interessante trama com chantagens, assassinatos e uma dose de loucura excelentemente inseridos na obra.
Esta é sem dúvida uma autora a seguir, os seus livros estão escritos com um magnetismo que não os conseguimos largar e muitas vezes parece que as páginas passam a uma velocidade alarmante, chegando ao fim depressa demais.

Sem comentários:

Enviar um comentário