Crónicas de uma Leitora: Ossos de Stephen Booth, [Opinião]

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Ossos de Stephen Booth, [Opinião]


Para mais informações deste livro clique aqui


Sinopse:

O cenário sombrio e nubloso da Cornualha serve de palco a esta trama onde estranhos crimes deixam apenas um rasto de ossos…No interior do Dark Peak, esconde-se a pequena aldeia de Withens, onde a tranquilidade é apenas aparente.

Aos poucos, aquele lugar será perturbado por roubos, vandalismo e estranhos desaparecimentos, onde o crime é apenas a face visível de segredos bem escondidos.

Um jovem é espancado até à morte, abandonado no alto das charnecas à mercê dos corvos. Será a primeira vítima…

É então que chegam à aldeia os detectives Ben Cooper e Diane Fry a quem cabe descobrir a semente do mal. Inicia-se, assim, a caça ao homem.

Mas, Withens, encerra muitos mistérios e mais violência se adivinha, à medida que o seu passado estende uma sombra negra sobre o presente…


Opinião Claudia Lé:

Iniciei este livro com grandes expetativas, tinha lido as sinopses dos vários livros editados em Portugal e, apesar de não ter ficado muito satisfeita por não estar a seguir a leitura pela ordem original, acreditei que facilmente me iria adaptar aos dois protagonistas do presente livro. No entanto isso não aconteceu, Ben Cooper e Diane Fry têm um passado já longo, diversos segredos que são comentados no livro mas que para quem inicia a sua leitura pelo 4º livro, acaba sempre por escapar algo. A trama é intensa e o desenrolar lento, apreciaria alguns momentos de maior atividade e não tanto de fúria/violência contida. A própria escrita do autor é a meu ver, excessivamente descritiva faltando-lhe mais diálogos de forma a passar uma imagem de maior ação no decorrer da leitura do livro.

Aponto este livro mais para o Thriller do que propriamente para o Policial. As personagens estão muitíssimo bem caraterizadas mas se fizesse corresponder uma cor ao livro seria cinzento. É tudo muito contido, muito ameno, muito deixado no ar não nos deixando a roer as unhas ou a acordar ao meio da noite com vontade de saber como a ação se desenrola. Acredito sinceramente que a leitura pela ordem original seria benéfica, no entanto para o meu gosto pessoal, apreciaria um pouco mais de atividade de forma a compensar as 504 páginas.

O final não foi surpreendente, no entanto existiu pelo menos um acontecimento no livro que me deixou completamente surpreendida e que de certeza absoluta deixariam ainda mais surpreendidos que tivesse lido os livros anteriores, uma vez que envolve diretamente uma das personagens principais terminando o livro em suspense relativamente a este acontecimento.

Aconselho aos amantes de Thrillers que não suspirem de forma tão macabra, por mais cenas coloridas cheias de sangue e violência.

Sem comentários:

Enviar um comentário