Crónicas de uma Leitora: [Opinião] - "Ligeiramente Casados" de Mary Balogh

domingo, 31 de março de 2013

[Opinião] - "Ligeiramente Casados" de Mary Balogh

Ligeiramente Casados (Bedwyn Saga, #1)


Tendo já conhecimento da escrita e dos enredos de Mary Balogh (li os dois livros já publicados em Portugal) confesso que estava um pouco receosa em pegar neste novo livro mas igualmente entusiasmada. O meu receio devia-se apenas à construção do enredo, pois achei os livros anteriores bastante semelhantes na forma como a história se desenrola e receava que este livro também tivesse essa característica.

"Ligeiramente Casados" dá o pontapé de saída para uma das séries mais famosas da autora e é com gosto e prazer que digo que este livro é bem melhor que os anteriores. As minhas pré-preocupações dissiparam-se logo no segundo capítulo. A narrativa é fluída e rápida, envolvendo o leitor de tal maneira que nem damos pelas páginas passar. Confesso que o enredo em si acaba por não ter grandes novidades dentro dos habituais enredos históricos mas acabei por não me importar muito com isso. Este tipo de livro é para ser lido por quem procura um bom romance e um livro leve para passar o tempo. O livro não é histórico pois não oferece nada ao leitor sobre factos históricos, é apenas um livro de época que nos traz uma bela história de amor, já muitas vezes lida em outros livros mas que acaba por me fazer suspirar até à última página.

Em séries familiares, como é o caso desta, gosto sempre de ser apresentada aos diversos elementos da família, para ir criando já um relação entre leitor e personagens e Mary Balogh desempenha bem esse papel de apresentação. A autora introduz na narrativa não só o casal principal, Eve e Aidan, bem como a família deste, os Bedwyn, onde podemos ter uma percepção de como são estas personagens e antever um pouco de como serão os livros quando estes forem os protagonistas. 

Gostei bastante da Eve pela sua determinação e teimosia. É habitual neste tipo de literatura, a mulher ser caracterizada como frágil e insegura que é sempre socorrida pelo cavalheiro. Aqui também temos isso mas Eve em momento algum se mostra sofrida e desamparada à espera que salvem. Quanto ao Aidan, acaba por ser o tipo de homem que se apresenta forte mas que no fundo é um coração de manteiga! 

Foi sem dúvida um livro de leitura voraz e que me deixou verdadeiramente ansiosa pelo próximo capítulo da família Bedwyn! 


2 comentários:

  1. amo a autora, justamente por essa autenticidade, ela torna os personagens mais reais, sem criar situações absurdas. Mas o romantismo está ali, presente, num sentimento que vai crescendo aos poucos e ao término da leitura não temos dúvidas que o amor que une os personagens é puro e verdadeiro. Eu li aqui - http://portugues.free-ebooks.net/ebook/Ligeiramente-Casados - mas estou buscando onde comprar o livro físico, que me recomendaria?

    bjs

    ResponderEliminar
  2. Olá Thaís, para comprar recomendo a wook: http://www.wook.pt/ficha/ligeiramente-casados/a/id/14828347

    bjs

    ResponderEliminar