Crónicas de uma Leitora: Bando de Corvos | Anne Bishop | Opinião

terça-feira, 14 de junho de 2016

Bando de Corvos | Anne Bishop | Opinião


Nesta nova série somos transportados para um mundo habitado pelos Outros, seres sobrenaturais que dominam a Terra e cujas presas prediletas são os humanos. 
Depois de conquistar a confiança dos Outros que habitam Lakeside, Meg Corbyn teve alguma dificuldade em perceber o que significa viver entre eles. Como humana, Meg deveria apenas ser tolerada como presa, mas os seus dons como cassandra sangue tornam-na algo mais. 

A aparição de duas drogas aditivas foi a faísca que desencadeou a violência entre os humanos e os Outros, resultando em mortes para ambas as espécies nas cidades limítrofes. Quando Meg tem um sonho sobre sangue e penas negras na neve, Simon Wolfgard – o líder metamorfo de Lakeside – pergunta-se se a profetisa de sangue sonhou com o passado ou uma ameaça futura.

À medida que as profecias se revelam a Meg, cada vez mais intensas e dolorosas, as intrigas adensam-se em Lakeside. Agora, os Outros e o punhado de humanos que aí residem terão de reunir forças para parar o homem que se assume como o verdadeiro profeta de sangue – e extinguir o perigo que ameaça destruir todos os clãs.


Bando de Corvos é o segundo livro na saga Os Outros da aclamada autora Anne Bishop, uma série que retrata um mundo alternativo onde as criaturas que vemos escondidas noutros livros aqui dominam o planeta.

Se já tinha adorado Letras Escarlates, a minha estreia com a autora, em Bando de Corvos ficou confirmado a sua genialidade. Por um lado estamos perante uma situação que a autora não esticou até à exaustão como estamos habituados noutras séries. Temos um conflito grande e a resolução acontece com eficiência própria dos Outros.

Cada vez gosto mais de Meg e adoro que ela seja tão ingénua e doce, o que de alguma forma nos ajuda a receber informações sobre o mundo que estamos a ler sem que sejamos sobrecarregados e é a forma cativante de Meg que torna a relação com Simon tão diferente do que estamos acostumados. 

Também Simon tem-se mostrado uma excelente surpresa, a sua força, a forma como se compreende facilmente porque é o lider de Lakeside. Mas há muitas outras personagens que nos cativam e atraem, fazendo com que o livro se torne de leitura fácil. A forma como as diferentes espécies interagem entre si é algo fascinante de se ler.

Um livro carregado de emoções, muita magia e alguma tensão com uma acção intensa faz-nos devorar as páginas para saber tudo sobre os novos acontecimentos em Lakeside. Anne Bishop tem uma escrita poderosa e viciantes que nos faz virar as páginas avidamente.

Estou fã da autora e já só penso em ler outras séries. Os Outros é uma saga imperdível.




Exemplar gentilmente cedido em troca de opinião honesta

Sem comentários:

Enviar um comentário