Crónicas de uma Leitora: As Crónicas de Bane | Cassandra Clare e outros | Planeta | Opinião

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

As Crónicas de Bane | Cassandra Clare e outros | Planeta | Opinião




Cassandra Clare, Maureen Johnson e Sarah Rees Brennan juntaram-se para escrever dez contos inesquecíveis.Passado em diversos países e períodos históricos, Magnus Bane com a sua personalidade sedutora, estilo exuberante e inteligência resolve problemas e interage com Clary, Tessa, Will e Alec, de "Caçadores de Sombras" e "As Origens".











Quando apareceram os contos sobre Magnus Bane fiquei super empolgada porque não há personagem mais louca e intrigante que o feiticeiro das séries de Cassandra Clare, mas devo dizer que pensei que não chegasse a Portugal por ser exactamente um livro de contos e os mesmos não terem grande procura por cá. Comecei a leitura com algum receio, já li alguns contos de outras séries que gostei imenso e parece que não adicionou grande coisa ao mundo em si (a grande excepção foi Quatro de Veronica Roth publicado pela Porto Editora) porém nem sei porque tinha receio já este livro é excepcional.

Os contos aparecem por ordem cronológica (excepto para o final) e vamos vendo trechos da vida do feiticeiro que nos vão mostrando o carácter bondoso e excêntrico de Bane bem como a sua preferência para rapazes morenos de olhos azuis (como o nosso Alec). Apesar dos contos iniciais terem sido engraçados e divertidos são os últimos os mais interessantes que vão buscar os acontecimentos anteriores aos eventos de A Cidade dos Ossos e até durante os livros da série. Iremos conhecer melhor os membros do Circulo e a forma como agiam à altura e será aqui que veremos o primeiro contacto da bebé Clary com Magnus bem como com outros Herondale o que nos vai deixar de alguma forma nostálgicos.

Gostei imenso de ver como Maureen Johnson, e Sarah Rees Brennan se embrenharam neste mundo e conseguiram criar histórias incríveis com Cassandra Clare, as três conseguiram criar uma simbiose fantástica onde não se consegue perceber o cruzamento dos vários tipos de escrita sendo criada uma narrativa homogénea e brilhante.

De reparar que apesar de poder ser lido de forma independente este livro só deverá ser lido depois das duas séries já publicadas não só pelos spoilers mas porque faz mais sentido para entender esta leitura. Apesar de cada conto merecer cotação independente acabei por avaliá-lo como um todo porque mesmo sem relação entre si acabam por se tocar umas nas outras havendo referências tornando a leitura bastante fluída. Recomendo a todos os fãs desta série, é sem dúvida um livro a ter na estante. Imperdível.







Este exemplar foi gentilmente cedido pela Planeta em troca de uma opinião honesta.

Sem comentários:

Enviar um comentário