Crónicas de uma Leitora: O Desejo de Nicole Jordan, [Opinião]

terça-feira, 16 de abril de 2013

O Desejo de Nicole Jordan, [Opinião]

O Desejo
de Nicole Jordan
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 400
Editor: Quinta Essência

Sinopse:
Amante lendário e chefe de espionagem, o sombriamente sensual conde de Wycliff evita o matrimónio até que um encontro próximo com a morte o faz ansiar por um filho que perpetue o seu nome. No momento em que Lucian avista a atraente Brynn Caldwell numa praia da Cornualha, sabe que encontrou a mulher que quer para sua esposa. Brynn acredita que o fascínio daquele conhecido libertino por ela resulta de uma maldição com séculos que condena as mulheres da sua família a tentarem os homens – apenas para conduzirem aqueles que amam à morte. Obrigada por circunstâncias difíceis a casar com Lucian, Brynn entrega o corpo às suas carícias mas não se atreve a entregar-lhe o coração. Preso numa batalha de vontades com a sua encantadora mulher, Lucian começa a suspeitar que Brynn é uma traidora. Não tarda a ver-se atraído para uma teia de perigo e traição, na qual o preço de conquistar o coração esquivo da esposa pode ser a sua própria vida.

Opinião:
Brynn acredita piamente que o seu destino é ficar solteira, e tudo porque uma sua antepassada teve o descaramento de roubar o amante de uma cigana. Cigana esta que amaldiçoou todas as mulheres da sua família. Estas atrairiam um homem e caso se apaixonassem por ele, ele morreria. Brynn, obviamente, não acreditava em tal coisa até ao dia em que o seu primeiro namorado morre. Aí mentaliza-se que terá que ficar solteira ou arrastará para a morte alguém de quem se tenha apaixonado.

Vivendo com os seus irmãos, em dificuldades financeiras, dedica-se ao contrabando (com os irmãos) e a ensinar o seu irmão mais novo que prefere antes estar no seu laboratório. Mas o dinheiro pouco chega para manter a vida da família e nem sequer chega para colocar o irmão mais novo na escola.

Wycliff, é considerado um libertino, que trabalha no Ministério dos Negócios Estrangeiros,e que tem como função procurar todos os que traem e ajudam Napoleão contra a Inglaterra. Cansado de ter todas as mulher que pode, Wycliff procura agora uma mulher para casar e que lhe dê um herdeiro, assegurando assim a continuação da sua família. E vê a mulher ideal a nadar na praia semi-nua. Indo ao encontro da sua sereia, conhece Brynn, a mulher pela qual não resiste a cobrar um beijo pelo seu silêncio. Brynn cedeu um único beijo como forma de pagamento, mas não espera dar mais do que isso.

Rendido aos encantos de Brynn, Wycliff decide que aquela mulher tem de ser a mulher dele e por isso mesmo propõe um casamento vantajoso para a sua família, mesmo depois de Brynn ter contado a que maldição está sugestiva. Ele pretende arriscar. Sabendo ela que o problema vai estar mais nela própria e não tanto nele.
Iniciando a sua vida na alta sociedade Londrina, Brynn terá que dar o tudo por tudo para não cair nos encantos do seu novo marido. Mas não é fácil, até porque ele não facilita a vida em nada, estando disposto a conquista-la.
Será Brynn rendida ao amor e a maldição irá levar o melhor que ela tem?

Para mim foi uma estreia da autora e que me conquistou por me manter presa ao romance e ao casal , tal como as intrigas e a todo o mistério. Rico em sensualidade e em romantismo que nos prende pela forte tensão sexual entre os personagens.
Um livro fascinante que recomendaria a todos os leitores que gostem de romance.

Sem comentários:

Enviar um comentário