Crónicas de uma Leitora: A Rainha de Tearling | Erika Johansen | Opinião

quinta-feira, 12 de maio de 2016

A Rainha de Tearling | Erika Johansen | Opinião


Será Rainha se sobreviver para reclamar o trono.

Durante dezoito anos, o destino de Tearling ficou nas mãos do Regente, manipulado pela Rainha Vermelha, uma feiticeira implacável que governa o reino vizinho de Mortmesme.

Porém, Kelsea Glynn, sobrinha do Regente, é a legítima herdeira do trono. Quando completa dezanove anos, está pronta para reclamar o que é seu - e assim regressa do exílio com o objetivo de tornar Tearling um reino livre de pobreza, opressão e escravatura.

Mas Kelsea é jovem, ingénua e cresceu longe da corrupção e dos perigos que assolam o reino. Cedo lutará pelo trono e pela própria sobrevivência, num caminho de crescimento em que aprende a lidar com uma herança muito pesada.

Para mais informações ou para adquirir este livro clique AQUI



Adorei este livro, li-o lentamente mas apreciando cada capítulo, porém fico sem saber como colocar em palavras como é que gostando tanto de uma leitura, achei várias falhas no enredo e não sei como descrever tudo sem fazer spoilers.

Antes de mais tive alguma dificuldade em conseguir classificar este livro, durante 95% da leitura a ideia é que estamos a ler uma fantasia épica porém temos vários vislumbres de distopia. Sei que nos dias que correm não deveríamos dar tanta importância aos géneros literários ou às classificações mas este livro deixou-me baralhada. Porque sendo uma fantasia épica tendo em conta o mundo que nos é apresentado, julgaria estar talvez numa "idade média" mas sendo distopia estranho a ausência de vários detalhes no enredo como o que levou ao que o mundo se tivesse transformado? O que levou à Travessia? O que aconteceu à humanidade? Porque se perdeu tanto conhecimento médico e tecnológico? Porque não existem destroços do mundo pré-Travessia? Enfim uma série de questões ficaram a pairar na minha cabeça. Porém aquilo que fico a pensar é que já no passado li livros com algumas falhas no enredo que mais tarde foram explicadas noutros volumes e por isso não posso julgar essas "falhas" sem continuar a ler a história. E devo dizer que este livro foi muito interessante e curioso.

Kelsea é uma jovem com uma força enorme, com muitas dúvidas sobre como reinar mas com ideias muito próprias e querendo ser justa para todos. Conseguiu mostrar que apesar da sua idade tem uma sabedoria muito própria, é uma lutadora nata, tem uma energia única e irá mostrar que mesmo com as suas inseguranças próprias de uma mulher e de uma monarca o seu reino é o mais importante. Temos aqui um grande ênfase dado à hierarquia social, à corrupção, aos subornos, à opressão do povo, tornando-se num livro bastante político também.

Temos muitas figuras importantes ao longo da narrativa que vão acompanhando o percurso da rainha, principalmente Lazarus mais conhecido por Moca que se revela uma ajuda preciosa no caminho que Kelsea percorre. Temos muitas outras personagens, femininas e masculinas fulcrais para o desenvolvimento da trama e nos agarrarão às páginas tornando o livro bastante rico tanto do ponto de vista do narrador que é omnisciente como da própria construção da base da narrativa.

Um dos pontos mais positivos é a ausência de interesse amoroso, de triângulos que por vezes só atrapalham a história ou acabam por nos desviar o foco do mais importante. Aqui o importante é a história da Rainha de Tearling, como ela irá governar, como irá tentar acabar com a corrupção e o mal que está impregnado, o importante neste livro é o amor sim mas por um reino, por um povo triste e oprimido e é isso que torna este livro tão interessante. Temos também a componente da magia que é explorada aos poucos mas de forma consistente até chegarmos ao final.

Como referi gostei imenso das personagens de Tearling mas acho que falta explorar bastante o lado de Mortmesne, do seu povo e da Rainha Vermelha que nos deu muito menos "preocupações" do que as esperadas desde o início principalmente porque cedo percebemos que esta é praticante de magia negra, de qualquer forma senti bastantes inseguranças da sua parte por isso estou muito curiosa para saber como esta personagem vai ser desenvolvida. 

No geral gostei imenso, dei 4 estrelas no Goodreads, e aguardo que os próximos livros nos tragam mais respostas além de que estou bastante curiosa para saber como será a adaptação cinematográfica pois temos elementos muito curiosos que de certeza terão grande impacto visual.




Este exemplar foi gentilmente cedido pela Editorial Presença em troca de uma opinião honesta.

Sem comentários:

Enviar um comentário