Crónicas de uma Leitora: O escândalo do plágio

terça-feira, 7 de abril de 2015

O escândalo do plágio

Este texto foi escrito por uma Ruiva.

Oh dear God, what a mess… what a mess!
Vou tentar teclar at the speed of light porque isto parece uma telenovela Mexicana. Às editoras peço desculpa se estão a ler este texto mais brejeiro mas de facto o cérebro a trabalhar em conjunto com os dedos a mil à hora. Por isso, in advance, desculpas por qualquer “caralhada” mais estranha.

Plágio.

É essa a palavra do dia. Ontem à noite os bloggers portugueses foram completamente obliterados por uma notícia de um blogue estrangeiro de uma autora estrangeira (http://delilahmarvelle.blogspot.pt/2015/04/authors-arent-only-ones-being.html) que acusou um blogger português de plágio. A autora explicou o que se passou (a tradução está uma valente bosta mas dá para entender sim?):

-I was contacted by a reviewer from Portugal who had a blogger website listing beautifully well worded English reviews.

Fui contactada por uma reviewer de Portugal que tinha um blogue com reviews em inglês com palavras bonitas

- The reviewer from Portugal who contacted me spoke very choppy English. Her emails were like reading Google Translate on crack. Hm.

A reviewer de Portugal que me contactou falava um inglês muito arranhado. Os seus emails eram como ler do Google tradutor em crack. Hm.

- The reviewer from Portugal contacts me to say she received said book, still in choppy English. Okay.

A reviewer de Portugal contacta-me a dizer que recebeu o livro, ainda com um inglês muito arranhado.

- A week later, she sends me a link of a beautifully written review for Once Upon a Scandal. Double hm and something doesn't feel right.

Uma semana mais tarde ela envia-me um link com uma review perfeitamente escrita do Once upon a scandal. Duplo hm, algo não está bem.

- So I had a friend help me find a plagiarism checker online (Duplichecker) and it appears my review for Once Upon a Scandal was lifted word for word from ANOTHER reviewer's blog. And it wasn't just for my book. She was lifting reviews left and right for countless other books when further digging was done.

Portanto tive um amigo meu a ajudar-me a encontrar um verificador de plágio online (Duplichecker) e parece que a minha review do once upon a Scandal foi copiada palavra a palavra de OUTRO blogue. E não foi só o meu livro. Ela estava a copiar reviews de inúmeros outros livros quando a investigação foi mais longe.


So yeah, a autora fica fula (porque gastou 30 dólares e não viu retorno nenhum) e contacta a blogger e aparentemente não recebe uma reacção muito positiva à sua crítica que ela tinha plagiado outras pessoas. 

Entretanto o blogue vai ao ar (provavelmente o blogger eliminou mesmo o blog) mas eis que ele renasce das cinzas. Aparentemente todas as opiniões plagiadas foram com as porcas MAS alas nem tudo resiste… e há um pequeno post que resiste no meio da lavagem. Não é uma review de um livro estrangeiro, não é uma review de um livro em PT… mas um post sobre estantes!! Não se acreditam… ora “botem” os vossos belos olhinhos. Yup! A moça não só plagiou reviews como ainda artigos de sites brasileiros! Hue cara isso não é nada bom, não, hein!





Let's play a game, chama-se encontrem as semelhanças. FYI o novo blogue está agora em privado... salvou-se o print screen

Seriously at this point eu já estou por tudo, mas quanto mais escavamos mais notamos uma coisa… é que algumas editoras tugas já se aperceberam do plágio que a moça fez… a BLOGGERS TUGAS! Pois é, a Safaa Dib da SdE até twittou sobre isso! I mean seriously how awful is this? Não só fica-se queimada com autoras estrangeiras E editoras portuguesas? Dayum, gurl! Eu não sei qual é a sensação do inferno mas acho que a moça neste momento deve estar a sentir o fogo do Inferno a corroê-la. 

Mas nem tudo está mau. There is hope, there is light! A blogger depois de ver que este era o tópico do dia escreveu um comunicado.
To be fair não sei o que é pior: o poiz, o pesso ... ou então a desculpa de que não queria "ofender" ninguém... WHAT?

To be honest a gente não tem muito que fazer e especialmente quando aparece escandaleira nós somos tipo gunada da Areosa: mano, já fostes, oube lá! Agora passa para cá a tua biblioteca! A “desculpa” que ela inventou ou então é mesmo verdade e OH MY GOD afinal não foi ela que plagiou, mas sim uma prima… que escrevia no blogue… que lia os livros por ela (alguns)… so let me see… A moça foi avisada VÁRIAS vezes por várias entidades que estava a plagiar… e nunca se lembrou de dar um chuto no rabo da prima? Tipo eu sei que sou meia bitch mas eu acho que tinha partido meio mundo quando descobrisse que alguém do MEU blogue andava a plagiar à rainha e ainda escrevia um comunicado a pedir não só imensas desculpas como ainda furiosa. Algo do tipo: Meus queridos leitores, estou PASSADA, COMPLETAMENTE PASSADA!! Então não é que descubro que a moça que escreve reviews no MEU blog andou a plagiar TUDO!? Ai gente a sério estou que nem posso, só me apetece partir coisas e virar homicida!
Ok talvez escusamos de exagerar, um chuto no rabo é suficiente. I mean não sei se a pessoa em questão, seja a moça ou a prima, tem noção do que fez… mas foi grave. MUITO grave! Nem foi um: oopsie daisey, foi uma grande cagada que podia ter ido para tribunal e a blogger podia ter sido muito prejudicada a nível financeiro. 

A reputação já nem dava para salvar… até porque isto de se ter blogues em conjunto, tipo gente, eu meto as minhas mãos no fogo pela Vera, pela Mafi, pela Helga etc. Ok eu não meto as mãos no fogo porque isso seria parvo e estúpido. Mas confio nelas e elas confiam em mim. Ando aqui há bastantes anos a virar livros e escrever reviewers. Já fui das reviewers que os autores tugas tremiam só de saber que eu estava a ler os livros deles. Agora estou reformada *olha para o exemplar do livro do Pedro jardim…* ok estou quaseee reformada, oh God onde é que anda a minha vodka preta? Mas anyway sim é preciso construir uma reputação e num meio tão pequeno onde muitas vezes o pessoal odeia-se à grande e à francesa… excepto eu porque sou Ruiva e para quem não sabe Ruivas descendem de bruxas e não têm alma. 

Por isso minha gente como esta coisa toda vai acabar, não faço a mais parva ideia. Mas uma palavrinha agora às editoras. Olá! Daqui fala a Ruiva, lembram-se de mim, talvez não. Não faz mal. Muitas vezes eu mandei e-mails para vocês, alguns responderam e deram-me atenção… eu sou meia cabra (para quem não leu o texto de cima) e só trato bem quem me trata bem. Agradeço a todas as parcerias que liam as minhas críticas e comentavam. A sério, vocês davam-me pica para escrever mais e melhor. Infelizmente havia editoras que nem sim nem sopas… mas que deram parceria a um blogue que plagia… Just let that sink in. Recusaram parcerias ou nem responderam a blogues que há anos que trabalham para o seu melhor… mas um blogue que tinha imensos passatempos e livros cujas OPINIÕES eram forjadas, já enviavam tudo e mais alguma coisa… Sempre pedi que fossem selectivos com os blogues porque a qualidade tem de ser um pouco bajulada e neste caso não só foi completamente ignorada como ainda parece que compensa roubar reviews e ter imensos livros para merecer a vossa atenção e isso não está correcto, ok? Sim, está? Então um beijo! E comecem a responder aos bloggers que efectivamente andam aqui há anos a escrever todas as reviews em mais do que duas linhas!

Ai gente, o dia já vai longo, este texto também. Estou exaurida, meus amores. Exausta mesmo. Vou mas é fazer uma massinha de bacalhau e ler uns livrinhos para desanuviar. Lembrem-se não façam plágio, se não sabem escrever não faz mal há muito boa gente que escreve “izatamente” e “tásse” por isso não é o fim do mundo. Não plagiem, não metam o gato no microondas, não atropelem velhinhas… não façam asneiras.



5 comentários:

  1. O bacalhau estava bom? É para não plagiar os comentários aqui da malta 3:) adorei, Ruiva! há com cada escândalo, minha nossa "xinhora"

    ResponderEliminar
  2. Uau.. Tou chocada.. Eu por acaso já tinha reparado que no blogue dessa menina se escrevia em pt-br mas pensei que fosse "uma ajuda do outro lado do mar".. Desculpa esfarrapada ou não, não se faz e não se admite.. As editoras deviam mesmo ter atenção a estas situações, é mesmo chato.. Há quem se esforce e as editoras "vai dar uma volta não me chateies" e há outros que.. Pronto.. Dá nisto.. Esperemos que isto tenha aberto os olhos às editoras e aos bloggers que o plágio tem a perna curta.. Tenho pena que a menina do blogue brasileiro tenha posto o blogue privado

    criartealer.blogspot.pt

    ResponderEliminar