Crónicas de uma Leitora: Sedução nas Highlands, de Maya Banks [Opinião]

sexta-feira, 14 de março de 2014

Sedução nas Highlands, de Maya Banks [Opinião]

Sinopse
Alaric McCabe, inteiramente leal ao seu irmão mais velho, lidera o seu clã na luta pelo que lhes pertence por nascimento. E está também preparado para se casar por dever. Mas, quando vai a caminho de pedir a mão de Rionna McDonald, filha de um chefe das terras as mais próximas, sofre uma emboscada e é deixado como morto. A sua vida é milagrosamente salva pelo toque suave de um anjo das Highlands, uma beldade corajosa que porá à prova a lealdade de Alaric para com o seu clã, a sua honra e os seus desejos mais íntimos.
Keeley McDonald, uma pária do seu próprio clã, foi traída por aqueles que amava e em quem confiava. Quando o cavaleiro ferido cai do seu cavalo, ela sente-se atraída pelo seu corpo esbelto e forte. O brilho dos seus olhos verdes acende nela a chama da paixão, que os acompanhará até ao castelo de Alaric, onde o seu amor proibido os levará mais longe nos prazeres da carne. Mas à medida que a conspiração e o perigo se fecham à sua volta, Alaric vê-se obrigado a fazer uma escolha impossível: irá ele trair os seus laços familiares pela mulher que ama?




Apesar de ter lido poucos livros sobre este tema, confesso que cada vez mais me apela aos sentidos as histórias sobre estes deliciosos guerreiros das terras altas da Escócia. Quem não se lembra daqueles espectaculares anuncios da William Lawson's com homens de constituição física de fazer cair para o lado, envergando apenas o kilt (ou não) tirando-nos o fôlego a cada olhadela. Foi com essa imagem em mente que peguei neste livro e claro que não poderia me desiludir, pelo menos nas discrições físicas dos personagens masculinos, mas claro que não é só da aparência dos homens que o livro é feito e a estória enfeitiçou-me completamente.

A sinopse está bastante bem feita, conseguindo-nos situar na perfeição na narrativa sendo que qualquer elemento que eu incluisse seria apenas para cortar o prazer da leitura. Assim, devo dizer que adorei todo o livro desde a primeira à última página, adoro o sentido de união, de familia, de unidade que os highlanders nos transmitem. Também a palavra dada não se volta atrás e o casal protagonista tem desde o inicio a certeza que a sua ligação amorosa não tem qualquer futuro por Alaric estar comprometido.

É impossível não se adorar Alaric e a sua boca de mel que com palavras doces arrebata o nosso coração, conseguimos compreender o sofrimento que ele sente por não poder seguir o seu coração, a sua força e a sua grandeza.

Keeley tendo sido banida so seu próprio clã e sendo ela uma curandeira é uma verdadeira caixinha de surpresas, primeiro ela é uma sobrevivente, foi obrigada muito nova a lidar com sentimentos de dor, injustiça e abandono, depois tem uma personalidade independente mas doce. 

As peripécias sucedem-se neste livro e as desgraças também e é isso que nos prende desde cedo à leitura. Para apimentar a história  a autora criou cenas eróticas escaldantes entre o casal dando um toque explosivo à narrativa mas também existe momentos de grande companheirismo entre as mulheres do clã que mostram a Keeley o quanto é bem vinda entre eles ajudando-a a ultrapassar o passado que a atormenta. 

O facto de não perdermos contacto com o casal protagonista do livro anterior é bastante importante, dando eles uma entoação diferente à estória, são realmente personagens determinantes para a narrativa, também ficarmos com noção do que nos espera e ao último dos irmãos McCabe, deixando-nos a expectativa e a certeza que não o iremos perder.

A escrita de Maya Banks é apaixonante, as descrições da época, a importância de uma curandeira  e forma como lidavam com as doenças, os costumes entre clãs e a forma como somos situados na época tornam a narrativa viciante e é impossível não devorarmos este livro de uma assentada. Eu, que ultimamente choro desalmadamente durante as leituras (confesso que não sei o que se passa comigo mas é mesmo verdade) não consegui conter as lágrimas no final, verti um verdadeiro rio com as emoções que me assolavam, sempre com o coração na mão. Foi absolutamente arrebatador ao ponto de quase não achar palavras suficientes para um livro tão bom. 

Ah e só para relembrar deixo aqui uns highlanders bem sensuais...


2 comentários:

  1. Gostei muito do primeiro livro desta série. Não sabia que já tinha saído o segundo, vou já incluir na minha lista de comprar! :) Já leu os livros da autora Karen Marie Moning, sobre a série Higlander? Recomendo vivamente, a autora possui uma escrita extremamente romântica e em simultâneo engraçada!!!

    P.S. Esta temática também me faz lembrar sempre do anúncio do wisky lol

    ResponderEliminar
  2. Já li dois da Karen Marie Moning e estou neste momento a procura dos dois que me faltam para pegar na série por ordem.
    Obrigada :)

    ResponderEliminar