Crónicas de uma Leitora: By Proxy de Katy Regnery [Opinião]

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

By Proxy de Katy Regnery [Opinião]

Sinopse:
Stubbornly small-town Jenny Lindstrom has misgivings when she promises to stand proxy in her best friend’s wedding—misgivings that are fulfilled when tall, handsome Sam Kelley walks into the courthouse an hour late. In order to keep her promise, an afternoon favor turns into a weekend of startling but undeniable attraction, threatening the well-ordered world that keeps her heart at arm’s length from any more pain.
Sam’s plan is to fly to Livingston, Montana, take vows for his favorite cousin, and return to Chicago as quickly as possible. But his plan is turned upside-down when he must spend a weekend with Jenny in Gardiner in order to keep his word. He doesn’t want to fall for the prim, proper schoolteacher whose small-town life seems to him like selling out, but the more time he spends with her, the harder it is to say good-bye.
When city and country come together for Christmas, the unexpected gift is true love.
Opinião:

By Proxy, é o romance de estreia de Katy Regnery. Um romance contemporâneo que conta com um casamento por dupla procuração.

Casamento este que deveria acontecer numa sexta feira, mas que fica adiado para a próxima segunda feira, fazendo com que Jenny e Sam que são representantes dos noivos e vão ter que conviver durante o fim de semana.

Em geral gostei da escrita, muito fluída e envolvente e gostei muito dos cenários criados, adoro o frio.
Gostei muito da Jenny e do Sam, por serem personagens queridas e com personalidades fortes e houve momentos que os adorei juntos, eram perfeitos.
Adorei os rapazes, irmãos da Jenny, pena que houve poucos momentos com eles, eram de facto encantadores e tão cómicos, uma boa parte do livro.

Gostei de ver a introspecção que davam, apesar de ser massiva. Sim estas personagens pensam que não é brincadeira, então Jenny e os seus juízo de valor era algo muito comum, até para com Sam, se bem que coitado as vezes nem tinha culpa.

Algo que não concordei, acho que foi demasiado exagerado a diferença entre as raparigas do campo e da cidade, principalmente para com as da cidade que são consideradas, no livro, muito atiradiças, egoístas e completamente fúteis. Compreendendo eu que sim, a ex-namorada de Sam o pudesse ser, mas achei muito mau generalizar a todas as raparigas. Compreendendo também que é capaz de haver algumas diferenças entre elas, mas achei muito preto e branco.
E o pedido de casamento, pessoalmente creio que estragou tudo meter lágrimas ao "barulho". E talvez por ser eu, acho que o romance foi muito apressado, digamos que 3 dias, nem isso para um romance... não sei se convence, nem de que é uma paixão.

Resumindo é um bom livro, lê-se bem e é agradável, apesar de algumas coisas que ja apontei. Creio que talvez vá ler os restantes para saber o que acontece a algumas personagens.

Sem comentários:

Enviar um comentário