Crónicas de uma Leitora: Renascida de P. C. Cast [Opinião]

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Renascida de P. C. Cast [Opinião]


Sinopse:

"Suspense, fantasia, viagem no tempo, tudo condimentado com uma muito saudável dose de romance... a boa notícia é que isto é só o princípio." Romantic Reviews Today Christine Canady, CC, é sargento da Força Aérea e no dia do seu 25º aniversário, já depois de uns quantos copos de champanhe a mais, faz uma dança em cima do balcão do bar pedindo à deusa da terra um pouco mais de magia na sua vida. No dia seguinte, o seu voo com destino ao médio oriente, num C-130, termina num desastre com o avião a despenhar-se no Oceano. Quando pensava que o seu destino estava traçado e a sua morte era certa, ela apercebe-se de que está a respirar debaixo de água e se encontra perante a mais bela sereia que poderia imaginar. Concedendo à sereia o desejo de ser humana, elas trocam de consciência e em breve CC vê-se imersa nas intrigas da corte das sereias, e com dificuldade em resistir aos encantos do pretendente real. Mas, o desejo de voltar a terra vai fazer com que CC se cruze com o cavaleiro dos seus sonhos, vendo-se envolvida num arrebatador triângulo amoroso. 




Depois de ter lido o 3.º volume da saga Chamamento da Deusa não consegui resistir a começar esta série do inicio. Renascida conta-nos a história de uma sargento da Força Aérea americana Christine Canady que deseja ardentemente ter magia na sua vida, assim na noite do seu 25.º aniversário invoca a deusa Gaia.

Posteriormente num acidente aéreo a jovem cai no mar e troca de corpo com uma sereia que anseia viver em terra. É aqui que C.C. vira Ondina e acaba por viver entre terra e mar na idade média, dividida pelo amor de um sereio e as atenções de um nobre cavaleiro.

Este deverá ser um dos livros mais inteligentes que já li desta autora pois mais que uma bela história de amor, cheia de altos e baixos, de momentos de força e de fraqueza, descrições fabulosas da imensidão maravilhosa do mar este é um livro que apela ao divino feminino, mostra às personagens femininas a força da união entre elas e da devoção à deusa, do poder da mulher como ser individual e belo.

Apesar de achar que ficaram algumas pontas soltas e de querer saber o destino de outras personagens como Ondina foi um livro que me agradou imenso, mais uma vez a escrita da autora é bastante simples e acessível, as personagens estão bem construídas e as cenas bem descritas. O final foi para mim surpreende e espectacular e irei continuar a seguir esta série. Para mim que sou fã de mitologia estes livros serão residentes na estante.

1 comentário:

  1. Eu já li este livro e mais dois desta série e adorei! Também acho que a história da Ondina deveria ter tido um final, mas não podemos ter tudo :)
    Mas, uma coisa que me fez confusão, foi que o meu livro não se chama Renascida, mas "Deusa do Mar". A editora deve ter decidido mudar o título...

    ResponderEliminar