Crónicas de uma Leitora: Amo ler porque... #8

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Amo ler porque... #8




 Esta semana quem nos diz porque Ama Ler é a querida Margarida Rodrigues do blog Tertúlias à Lareira que fez esta semana o seu primeiro aniversário. Parabéns Ni que o Tertúlias continue a crescer e a evoluir cada vez mais. Querem saber o que ela nos disse?

Amo ler porque… enquanto leio estou alheada da realidade que me rodeia, que nem sempre é a melhor, enquanto me perco em mundos fantásticos, estórias de amor deslumbrantes e aventuras incomparáveis.
Desde que me lembro que os livros fazem parte da minha vida. Quando era bebé, e claro não me lembro disto apenas o sei porque familiares me contaram e porque vi em alguns filmes caseiros que os papás fizeram “para mais tarde recordar”, comecei por ter aqueles livros de borracha para o banho. Mais tarde tive alguns livros ilustrados, em que os desenhos são bastante grandes e têm pouco texto, chamados álbuns. Lembro-me que um dos que mais gostava era “O Natal do Bolinha”. Antes de começar realmente a ler sozinha, ou seja, por volta dos 4/5 anos, todas as noites a minha mãe se sentava na beira da minha cama e lia para mim e para a minha irmã. A selecção de livros nessa altura resumia-se a duas colecções: os livros da Anita e os livros da Rua Sésamo. Quando, na primária, aprendi a ler comecei a gostar de ter os livros na minha mão, e a minha mãe começou a não precisar de ler para mim.            
Perto dos 8/9 anos dediquei-me aos livros da Sophia de Mello Breyner Andresen, como por exemplo “A Fada Oriana” e “A Noite de Natal”, que ainda hoje fazem parte da minha colecção pessoal de leitura.

Na minha pré-adolescência comecei a inclinar-me para uma literatura mais juvenil. Comecei a ler os livros da “Alice” de Phyllis Reynolds Naylor, publicados pela Verbo, e os livros da colecção Profissão: Adolescente de Maria Teresa Maia Gonzalez (na altura publicados pela Difel, actualmente pela Editorial Presença). Claro que foi também nessa altura que li “A Lua de Joana”. Andava, na altura, muito na moda a colecção do Clube das Amigas, mas nunca me chamou a atenção.

Por volta dos 14/15 anos li alguns dos livros que mais me marcaram: “Viagem ao Mundo da Droga” de Charles Duchaussois, “O Diário de Anne Frank”, “1984” de George Orwell e “O Admiravel mundo novo” de Aldous Huxley.
Após isso estive uns anos sem ler, ou a ler muito pouco. Entrei no secundário, comecei a namorar e os livros passaram para segundo plano. Nessa altura dediquei-me especialmente à escrita, uns textos e uns pseudo-poemas.
A vontade de ler e o amor pelos livros voltaram à minha vida há cerca de 1 anos e meio, por intermédio de uma tia que partilha o mesmo gosto que eu e que seguia alguns blogues literários. Comecei a segui-los também, o bichinho pelos livros e pelas letras regressou e pelos vistos veio para ficar.

1 comentário:

  1. Adorei o post! A Ni é minha madrinha da faculdade, gostei muito de ler o que ela tem a dizer sobre o mundo lindo que é o dos livros! :')

    Um beijinho e continuação de um bom trabalho aqui no blog! :D

    ResponderEliminar