Crónicas de uma Leitora: O Hotel das Recordações | Nora Roberts | Opinião

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

O Hotel das Recordações | Nora Roberts | Opinião






O Hotel das Recordações
Nora Roberts
Tradução: Isabel C. Penteado
Editora: Chá das Cinco
320 páginas

O histórico hotel de Boonsboro já viveu tempos de guerra e paz e teve inúmeros donos ao longo do tempo. Agora prepara-se para ser reinaugurado pelos irmãos Montgomery. Beckett, o arquiteto da família, está determinado a finalizar as grandes obras, mas a sua vida atarefada não o desvia de um outro grande objetivo: atrair a atenção da mulher por quem está apaixonado desde a adolescência.
Depois de perder o marido e regressar à sua terra natal, Clare Brewster cedo se adapta à sua nova vida como mãe de três filhos e gerente da livraria da cidade. Com pouco tempo para uma vida romântica, Clare acaba por ser envolvida nos preparativos do novo hotel e deseja conhecer melhor o homem por trás dele.
Enquanto não chega o dia da inauguração, Beckett e Clare conhecem-se melhor e sentem a crescer entre eles o início de algo novo… Irá abrir-se nas suas vidas a janela para um futuro juntos?


Hotel das Recordações, é o primeiro livro da trilogia Inn Boonsboro
A estória do livro baseia-se na reconstrução de um velho edifício, na pequena vila de Boonsboro, propriedade dos irmãos Montgomery. No início conhecemos os 3 irmãos da trilogia, assim como a sua adorável mãe.
Beckett protagonista do livro, é o engenheiro da família, Owen o homens da resolução dos problemas e Ryder o empreiteiro, porém todos eles pegam nas ferramentas e trabalham neste grande projecto. Também nos é dado a conhecer as 3 mulheres protagonistas da série, neste ponto irei somente falar na protagonista deste livro, para não tirar o prazer da descoberta.
Clare é a mãe de 3 miúdos, que ao se ver viúva volta para a sua terra natal e abre uma livraria, ela pensa que o seu coração está fechado para o amor, porque os filhos são o mais importante, mas Beckett com o seu jeito doce de ser, consegue interferir no plano de Clare. Foi bom ver o despontar deste sentimento em Clare, ainda para mais quando eles se conhecem desde sempre.
Foi maravilhoso ver o envolvimento crescente que Beckett tem com os rapazes, o amor que nasceu dessa convivência, as situações engraçadas e o respeito que ele demonstrou pelo filho mais velho da Clare, numa situação que como é lógico não irei referir.
Adorei a dinâmica entre os irmãos Montgomery, assim como a mãe conseguir que eles façam tudo o que ela quer, não conseguem dizer não à mãe, é tão fofo!
Adoro ver aquela "irmandade", que se junta para defender quem amam ou é importante na sua vida!
Temos também um pouco da linha mística da Nora Roberts.
O vilão, se é que se pode chamar vilão, foi uma parte que não aqueceu nem arrefeceu o desenrolar do livro, podemos dizer que deu uma "apimentada" na estória mas... previsível, sabemos a linha e o que iria acontecer.

Resumo, gostei do livro, gosto da série... Já a li noutra língua. Irei reler os outros dois livros, até porque há situações e pormenores que não me lembro ou que tenho uma vaga ideia!

Para quem quer passar umas boas horas com um livro cheio de amor! Leiam O Hotel das Recordações.

Boa leituras!

Sem comentários:

Enviar um comentário