Crónicas de uma Leitora: Comic Con | Dia 1

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Comic Con | Dia 1

Hoje começou o maior evento de Cultura Pop do país. Como sabem (ou deviam) o Crónicas estará lá para vos informar de tudo o que se passará nestes 4 dias de duração do evento. Estejam também atentos à nossa página de facebook onde as novidades são apresentadas em tempo real.


O dia começou cedo no recinto quando as portas abriram por volta das 10h. A confusão não foi muita para entrar, possivelmente porque a maior parte das pessoas estará mais interessada nos convidados do fim de semana. Para o primeiro dia, a meu ver, foi uma vantagem.
Apesar de todas as críticas ao leque de convidados que temos este ano, continuo a achar que a beleza da Comic Con não está (só e apenas) nos convidados. Todo o ambiente faz com que esta seja, sem dúvida, uma das melhores alturas do ano para mim. Com o ambiente calmo tive oportunidade de espreitar os expositores que estão bastante mais completos e onde existe bastante mais variedade que nos anos anteriores. As figuras Pop Vinyl estão em alta este ano, como era de esperar já que a febre dos coleccionadores parece apenas aumentar e nunca diminuir.  Eu própria me perdi e adquiri não uma mas duas destas figuras adoravelmente viciantes. A área de demonstrações ocupada maioritariamente por canais de televisão está bastante completa e é, na CC, o que cria maior entretenimento. Temos desde tatuagens na Fox Tattoo Studio, gratuitas e relacionadas com as séries da Fox, um cenário da tão aclamada série da HBO Westworld onde podemos tirar uma foto caracterizados de Host (o dito robot da série, spoiler alert) no velho Oeste, tal como na mesma, temos uma imitação da plataforma 9 3/4 de Harry Potter, muito fiel à de King's Cross em Londres, onde também é possível tirar fotos, AMC traz-nos uma experiência única em que, para ganhar um brinde, temos que escapar a um zombie numa jaula, na AXN é possível tirar uma foto junto à máquina do tempo da série Timeless onde, mais uma vez, existe um guarda roupa disponível para deixar tudo mais divertido para concluir e não contar tudo tudo, Warner Bros traz-nos a fantástica possibilidade de tirar uma foto 360º. Todas estas actividades foram possíveis hoje efectuar com calma porque, tal como disse, a afluência de pessoas não foi muito neste dia. Acredito que durante o fim de semana se torne mais complicado por causa das filas...mas vale a pena! Ah! Para quem é fã de brindes, podem contar com muitos neste evento.
Na zona da restauração podem ser encontradas várias opções para almoço mas, se quiserem, também ninguém vos impede de levarem o próprio almoço, o que é óptimo.



A única presença do Cinema & TV neste dia foi Rila Fukushima famosa pelos seus papéis em Wolverine, Arrow, Game of Throne e o filme que estreia no próxima ano Ghost in the Shell. Rila nasceu e cresceu no Japão onde começou a sua carreira como modelo, chegando a fazê-lo em Nova Iorque nos anos 2000. Afirmou que desde pequena gostou de Anime. Além de mais esclareceu que os japoneses não comem muito sushi sendo essa comida reservada para eventos especiais. Diz que quando foi pela primeira vez para Nova Iorque ficou impressionada com a quantidade de restaurantes de sushi existiam! 
O seu primeiro papel foi em Wolverine e, segundo ela, foi o que realmente a lançou no mundo da representação. Tanto em Wolverine como em Arrow Rila confessa que gostava de fazer as suas próprias cenas, mesmo as de artes marciais, apesar de às vezes, por questão de conciliação de tempo, os duplos serem necessários.
Quanto a Arrow, Rila diz que o que a ajudou a entrar realmente na personagem foi a caracterização que a deixava com a sensação de ser realmente badass além de todo o cast, especialmente Stephen Amell que sempre lhe deram muito apoio e indicações durante a sua presença em Arrow. Como alguns de vocês sabem, a persoangem de Rila, Katana, foi recentemente interpretado por outra actriz no filme Suicide Squad. Uma pergunta um tanto ou quanto impertinente foi quando lhe perguntaram se foi convidada ou fez audição para o filme...obviamente que Rila ficou calada e apenas fez o gesto de fechar a boca com um fecho, mostrando que não podia responder à pergunta. 
Confessa que Ghost in the Shell era uma das suas anime favoritas enquanto criança e está super entusiasmada por ver o resultado do filme. Falou do facto de escolherem uma actriz não asiática (Scarlett Johansson) e confessou que acha que foi uma óptima escolha visto que a Scarlett é realmente muito empenha e como interpreta um andróide não considera importante o facto de ser asiática. Contudo, em GoT confessou que inicialmente a sua personagem não era para ser interpretada por uma asiática facto que confessa ter sido relevante para si e para o resto dos actores dessa etnia, dando-lhe força para fazerem audição para outros papéis. Quanto ao seu regresso a GoT diz que não sabe de nada mas que com certeza não negaria.
Não nos revelou mais sobre o sua personagem  em Ghost in the Shell por não estar autorizada a tal mas nós estamos ansiosos.
Rila partilhou ainda uma história muito engraçada que foi um dos motivos pelos quais ficou bastante entusiasmada para vir à nossa Comic Con. Há uns 10 anos Rila fez parte de um anúncio publicitário que deveria passar-se no Porto mas devido a falta de orçamento ele foi filmado num parque de diversões no Japão onde o Porto é representado. Vocês sabiam que existe um parque assim a representar o Porto, NO JAPÃO? Achei genial. Ela confirmou que já tinha dado uma volta pela cidade, visitado a Livraria Lello mas ainda não tinha provado a francesinha...ficou a sugestão da nossa parte! 
Pessoalmente não conhecia nada de Rila mas tive oportunidade de o fazer quer na Conferência de Imprensa quer no Painel e gostei. Uma presença humilde, sempre com um pouco de receio de dar a resposta errada mas sempre prestável e pronta a responder às perguntas dos fãs sobre os mais variados temas. Domingo temos mais Rila na Comic Con. Entretanto, como ela bem nos disse, ela vai continuar a passear pelo Porto...


Outro ponto interessante do dia foi o painel sobre a Influência da Música na Cultura Pop com uma orquestra muito talentosa que nos foi emocionando e alegrando com alguns dos temas mais famosos da tv e do cinema como Star Wars, Back to the Future, Jurassic Park, Harry Potter, Missão Impossível, entre outros. O único ponto negativo deste painel foi o facto de muitas das vezes parecer publicidade ao RIR e não uma análise do tema o painel.

O único ponto negativo do dia, para mim, foram os voluntários. Tal como nos anos anteriores continuam a não ser informados de nada e, dessa maneira, não nos sabem esclarecer possíveis dúvidas que possamos ter quanto a organização do evento. Essa parece ser uma das falhas que a CC tem vindo a ter mais dificuldade em resolver. Das duas uma: ou escolhem melhor os voluntários ou pelo menos dignam-se a informá-los das informações base.

De um modo geral foi um muito bem conseguido apesar de cansativo. Agora esta vossa "correspondente" vai dormir para se preparar para mais um dia amanhã. Espero que continuem a acompanhar as notícias na nossa página do facebook.



Sem comentários:

Enviar um comentário