Crónicas de uma Leitora: Apenas um guia intensivo de maquilhagem para alguns iniciantes | Parte I | Utensílios

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Apenas um guia intensivo de maquilhagem para alguns iniciantes | Parte I | Utensílios

Antes de seguirmos em frente com todo o tipo de conhecimento sobre bases e pós, vamos falar sobre os utensílios.


Como aplico a base ou o BBcream?

Tanto as bases em pó, como as líquidas ou em mousse podem ser aplicadas com esponjas ou pincéis.

Esponjas


Existem dois tipos de esponjas. As mais baratas que se compram na Primark a 2€ e podem ser usadas em seco. E a Beauty Blender. 
A Beauty Blender tem sido a verdadeira loucura, porque serve para tudo um pouco: colocar primer/base/corrector/pó e ainda tirar óleo em excesso de peles oleosas. A sua duração é de 6 meses se for muito bem tratada, embora os criadores achem que as devemos substituir todos os meses (ou pelo menos passado 3 meses). No entanto, o seu preço excessivo: $20 (17€ na Maquillalia) faz com que o consumidor mais comum tome bem conta dela para não a ter de substituir tão depressa.
Para quem quer uma opção mais barata, pode encomendar a Miracle Complexion da Real Technique que chega aos 9.99€ (Maquillalia) ou a Precision Make Up Blender da Kiko por 6,90€. Embora sejam de um preço inferior, a qualidade na aplicação nota-se. A beauty blender da Kiko retira algum produto/base quando se aplicam bases de cobertura alta, ao passo que a original não apresenta qualquer dificuldade na sua aplicação.

Pincéis


A nível de durabilidade, os pincéis são melhores que as esponjas, sendo a sua oferta também maior, o que nem sempre facilita a escolha por parte de um consumidor mais inexperiente, levando-o a recorrer a pincéis mais caros.
Existem dois tipos de pincéis: os sintéticos e os de pêlo natural. Os sintéticos são, por norma, feitos de fibras de nylon, ao passo que os de pêlo natural são de origem animal. Os de pêlo natural são, por vezes, mais macios que os sintéticos, embora não seja regra geral.

Os pincéis devem ser lavados todas as semanas, se usados todos os dias, ou dependendo da sua regularidade no uso (pelo menos todos os meses).

Como é difícil saber se os pêlos naturais foram adquiridos de forma cruelty free, o mais seguro é utilizar os sintéticos. Existem marcas desde o mais barato/caro que são cruelty free e sintéticos, sendo elas:
- Real tecnhiques
- Wet’n wild
- Too faced
- Ecotools (vegan)
- Urban Decay
- Kiko (tem no site a dizer quando é pêlo sintético e os cuidados a ter)
- Essence
- The body shop
- O Boticário
- NYX
- Make up revolution (alguns produtos são vegan)
- Zoeva

Existe ainda muita falta de informação em relação a algumas marcas, havendo assim uma ausência enorme de etiquetas a anunciar que são cruelty free. Infelizmente, o processo é ainda associado a companhias como a PETA, que não têm propriamente uma boa reputação. Assim, por exemplo, não vou listar os pincéis da Primark devido a informações contraditórias. 
Ainda assim, os pincéis da Primark são muito bons e sintéticos (alguns feitos no UK, por isso deveriam de ser cruelty free, visto que a UE proibiu testes em animais para cosmética), mas a falta de informação disponível online dificulta muito este processo. 
Se não quiserem saber da proveniência do pêlo natural, existem marcas como a Boujoirs, Shiseido etc que fazem bons pincéis com pêlos naturais, mas que, segundo o site da PETA, os testam em animais.
No entanto, os pincéis são necessários para aplicar as sombras, esfumá-las, colocar eyeliner em gel, colocar o contorno sem ser em creme, blush e ainda corrigir as linhas do batom. Ao optar por uma beauty blender não significa que os pincéis ficam excluídos. Só o contorno e o blush/iluminador em creme podem ser utilizados com os dedos ou com uma beauty blender.

Sem comentários:

Enviar um comentário