Crónicas de uma Leitora: "A hipótese do mal" de Donato Carrisi [Opinião]

terça-feira, 26 de agosto de 2014

"A hipótese do mal" de Donato Carrisi [Opinião]

Para mais informações clique aqui

Sinopse:
Procuro-os por todo o lado. Procuro-os sempre.

  Todos nós já sentimos, em algum momento, o desejo de desaparecer. De deixar tudo para trás. Para alguns, isso transforma-se numa obsessão que os consome e engole, até que acabam por desaparecer na escuridão. Todos se esquecem deles. Todos, menos Mila Vasquez, investigadora do Gabinete das Pessoas Desaparecidas.

  Sem que ninguém o conseguisse prever, indivíduos que se esfumaram no vazio há vários anos regressam com intenções obscuras. Uma série de crimes, sem relação aparente entre si, traz consigo uma descoberta surpreendente: os seus autores são pessoas que se pensava desaparecidas para sempre. Onde estiveram durante tanto tempo? E porque regressaram? Qual o plano maléfico a que obedecem?

  Mila percebe que para travar este exército das trevas não lhe bastam os indícios. Tem de dar à escuridão uma forma, um sentido, precisa de formular uma hipótese sólida, convincente, racional… 




Um dos meus thillers policiais preferidos de todos os tempos é o "Sopro do mal" do mesmo autor, e desde que este livro saiu que ansiava tê-lo na minha posse e dedicar-me á sua leitura. Este livro é magnífico, intimidante, arrepiante. 

É uma história original em que pessoas desaparecidas (algumas deles há quase 20 anos) surgem como assassinos tenebrosos e irreverentes. Com estes cruéis assassinatos, um exército de sombras  parece pôr á prova "A hipótese do mal" , esta hipótese considera que um acto pode ser mau e bom simultaneamente dependendo de quem o observa e das ilações que tira, isto é para uns, pode ser justificado e aceite, para outros, é algo inaceitável por exemplo a leoa que caça as crias bebés de uma zebra, será considerado um acto cruel para a mãe zebra que perde os seus filhotes , no entanto se esta for a única maneira de salvar as crias da leoa? Por mais cruel que seja é um acto justificável.
No entanto os assassinatos que decorrem têm um requinte de malvadez nunca vistos, e Mila a única detetive dos "desaparecidos" vai assistir o s detetives principais nos casos de homicídio, mas  todas as pessoas têm "esqueletos" nos armários e Mila não é diferente. Conseguirá ela largar o apelo que a escuridão lhe lança? Será possível descobrir as pessoas que não querem ser descobertas, e se sim, a que custo?

Posso classificar este livro como uma das melhores leituras de 2014, as personagens estão bem construídas e fundamentadas vão-se revelando aos poucos, dão-nos a conhecer a escuridão que a todos rodeia. 
É uma leitura intensa, negra, um pouco sanguinária, onde as sombras tudo escondem e  os medos de cada um são uma chave para a descoberta dos acontecimentos.

É um livro arrebatador, que nos prende desde as primeiras páginas até ás ultimas deixando-nos uma sensação de vazio quando termina e deixando-nos a pensar na nossa vida e na escuridão que a rodeia.
Aconselho a sua leitura aos amantes de thrilers e policiais, mas também a todos que queiram uma boa leitura.

2 comentários:

  1. Viva Helga,

    Bem aqui deve estar um grande livro sem duvida, tenho lido muito livro de FC, Fantasia e mesmo Romance Histórico e este tipo de livros passa-me um pouco ao lado e pelo que percebo é de leitura obrigatória.

    Gostei do comentário, parabéns :)

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Fiacha :-)

    Sou fã de thrillers, policiais e literatura fantástica, apesar de ler um pouco de tudo. "A Hipótese do Mal" é um excelente livro do género thriller policial e a sua leitura não é obrigatória mas quase ;-)

    Bjs

    ResponderEliminar