Crónicas de uma Leitora: Deus, o Diabo e Eu | Luís Pereira de Sousa | Guerra e Paz | Divulgação

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Deus, o Diabo e Eu | Luís Pereira de Sousa | Guerra e Paz | Divulgação

Luís Pereira de Sousa: Esteve morto e voltou à vida. Uma história real



Em Abril de 2013 a notícia encheu páginas nas revistas da actualidade. O jornalista Luís Pereira de Sousa, então com 72 anos, tinha tropeçado no pontão do Porto de Recreio de Olhão quando tentava sair do seu veleiro, bateu com a cabeça e caiu desmaiado na água. Em risco de vida, foi internado no Hospital de Faro, no Algarve. Esteve morto e voltou à vida. É este o mote de Deus, o Diabo e Eu, o livro escrito na primeira pessoa em que o mítico apresentador de Zig Zag (RTP, 1984) fala desta experiência de quase morte. Uma história real que chega às livrarias pela mão da Guerra e Paz. Disponível a partir de 1 de Fevereiro.

«Aquela massa de água pejada de vida ensinara-me mais do que os anos passados à superfície a ouvir mestres talentosos, oradores eloquentes e clássicos de todos os tempos. Procuraria agora alimentar-me apenas de felicidade. Senti um calafrio. Mas o que é a felicidade?». Entre a vida e a morte, entre Deus e o Diabo, Luís Pereira de Sousa sobreviveu para revelar a mais impressionante experiência por que um ser humano pode passar no livro Deus, o Diabo e Eu.

Sem filtros nem tabus, o jornalista conta todos os pormenores da sua luta. Preso à vida por um fio, passou dias e noites de tormento no hospital, com outros moribundos, numa guerra que se tornou colectiva. Desesperado, entre o bem e o mal e o confronto consigo próprio e com os outros, deparou-se com revelações difíceis de imaginar noutras circunstâncias. Ter tratado Deus e o Diabo por tu foi meio caminho andado para encontrar a porta da consciência entreaberta e se deparar com um novo destino.

Deus, o Diabo e Eu
Luís Pereira de Sousa
15x23
168 páginas
15,50 €
Não Ficção/Biografia
Nas livrarias a 1 de Fevereiro
Guerra e Paz Editores

Sem comentários:

Enviar um comentário