Crónicas de uma Leitora: O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares | Ransom Riggs | Bertrand | Opinião

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares | Ransom Riggs | Bertrand | Opinião


Uma ilha misteriosa. Uma casa abandonada. Uma estranha coleção de fotografias peculiares. Uma terrível tragédia familiar leva Jacob, um jovem de dezasseis anos, a uma ilha remota na costa do País de Gales, onde encontra as ruínas do lar para crianças peculiares, criado pela senhora Peregrine. Ao explorar os quartos e corredores abandonados, apercebe-se de que as crianças do lar eram mais do que apenas peculiares; podiam também ser perigosas. É possível que tivessem sido mantidas enclausuradas numa ilha quase deserta por um bom motivo. E, por incrível que pareça, podem ainda estar vivas… 
Um romance arrepiante, ilustrado com fantasmagóricas fotografias vintage, que fará as delícias de adultos, jovens e todos aqueles que apreciam o suspense.


Não vos consigo dizer o que esperava encontrar neste livro, fui sem ler a sinopse tendo ficado curiosa depois de ter visto o trailer, as expectativas eram muito altas pois este livro tem sido falado e recomendado em vários círculos desde o seu lançamento.

Dei 3 estrelas no Goodreads o que significa que gostei tanto da história como das personagens, é original e claramente peculiar, o enredo está bem desenvolvido porém houve algo que não me cativou a 100% e não consigo explicar bem o que foi. Antes de mais devo dizer que Ransom Riggs construiu esta história lentamente, mostrando-nos tudo ao pormenor não deixando nada por responder o que acaba por deixar o leitor satisfeito por não ser "atirado" para um mundo que não conhece e onde tem de fazer um esforço por entender o que está a ler.

Vamos conhecer Jacob e os seus problemas que começam com a morte do avô e aquilo que vê nesse dia que irá mudar completamente a sua vida. Só depois da sua chegada à ilha é que tomamos contacto com as crianças cada qual com a sua peculiaridade e vamos percebendo como funciona aquele mundo tão particular. As informações mais importantes chegam-nos muitas vezes através das conversas que Jacob tem com a senhora Peregrine o que leva a que seja mais fácil para a compreensão do leitor.

O livro está muito bem estruturado em que as fotos vintage que o autor reuniu são uma mais valia para a história dando-nos um impacto visual que nem sempre temos. Gostei bastante da escrita de Riggs e da originalidade em todos os pormenores porém achei que se tornou em várias ocasiões muito parado. O final deixa-nos num cliffhanger "doloroso" e espicaça-nos a vontade de saber mais e ler o segundo livro.

Para quem quer ler o livro por causa do trailer devo avisar desde já que se notam claramente as diferenças (mesmo sem ter visto o filme) por exemplo a peculiaridade de Emma no livro é o fogo, porém sendo um filme de Tim Burton e com um tema tão fora do comum espero conseguir vê-lo brevemente.




Exemplar gentilmente cedido para opinião honesta

Sem comentários:

Enviar um comentário