Crónicas de uma Leitora: Cinema | Saqueadores | Opinião

sábado, 1 de outubro de 2016

Cinema | Saqueadores | Opinião

Saqueadores

M12
Título Original - Marauders
Realizador - Steven C. Miller
Elenco - Bruce Willis, Cristopher Meloni, Dave Bautista, Adrian Grenier, Texas Battle, Tara Holt, Johnathon Schaech
Género - Acção
País - EUA
Ano - 2016
Duração - 107 minutos



Sinopse - Quando um banco é alvo de um assalto brutal, todas as evidências apontam para o dono (Bruce Willis) e os seus poderosos clientes. Mas quando um grupo de agentes do FBI (Christopher Meloni, Dave Bautista and Adrian Grenier) decide aprofundar o caso – e os assaltos mortais continuam – torna-se claro que está em jogo uma conspiração maior.







Uma das manias que tenho quando começo a ver uma série nova, ou quando vou ver um filme do qual desconheço por completo a história é ir completamente às cegas. Sem trailers, sem sinopses, nem sequer imagens promocionais, nada. Zero. De vez em quando apanho o actor principal e já é muito bom. Foi o que aconteceu com este filme, sabia que entrava o Bruce Willis, fazendo com que assumisse que era um filme de acção (o nome também ajudou) e não sabia mais nada.

Enquanto esperei pela entrada no cinema, vi o trailer, confirmando o que eu suspeitava. Muita acção, muitas explosões, Bruce Willis em grande plano e uma cara minha conhecida e de todos os fãs de WWE e dos Guardiões da Galáxia. Dave Bautista acrescenta mais um filme ao seu ainda curto currículo cinematográfico e aumenta a expectativa de acção no filme.

Falando do filme em si, como já disse fui para lá com zero expectativas. Logo ao início houve uma coisa que gostei imenso, que é a localização do filme. Em vez de ser na mais que gasta Nova Iorque, ou a típica Los Angeles, a cidade escolhida foi Cincinnati, Ohio. Sem querer spoilar muito, Bruce Willis é Jeffrey Hubert, dono de um banco nacional e naturalmente milionário. Acontece que certas sucursais do seu banco são assaltadas de maneira metódica por um grupo altamente treinado. A resolver estes casos estão os agentes do FBI Jonathan Montgomery (Christopher Meloni), Stockwell (Bautista) e Wells (Adrian Grenier) juntamente com o agente da Polícia de Cincinnati Mims (Jonhathon Schaech).


Como a maior parte dos filmes de acção, grande parte da história tornou-se bastante óbvia, os vilões pareciam estar desmascarados e já estava a pensar que ver isto no cinema seria um desperdício. A verdade é que o final salvou um pouco esta ideia, mas mesmo assim torna-se um pouco previsível.

As cenas de acção em si estão boas, as sequências dos assaltos pareceram-me sempre muito bem feitas, exceptuando um ligeiro abuso do slow motion. Quanto às interpretações não sou grande entendido no assunto, longe disso, mas acho que no geral estiveram todos bem.

No geral, não acho que seja um filme que valha a pena gastar dinheiro para ver no cinema e certamente não será um filme que vou ver outra vez. Dá para passar o tempo, tem uma história levemente interessante, mas não mais que isso.




Sem comentários:

Enviar um comentário