Crónicas de uma Leitora: Cinema | A Casa da Sra Peregrine para Crianças Peculiares | Opinião

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Cinema | A Casa da Sra Peregrine para Crianças Peculiares | Opinião


Resultado de imagem para a casa da senhora peregrine para crianças peculiares



'A Casa da Srª Peregrine para Crianças Peculiares" é mais uma adaptação cinematográfica do rol de muitas que já estrearam ou estão em fase de produção. Pode-se dizer que qualquer estúdio procura o mesmo sucesso que Harry Potter, Crepúsculo ou os Jogos da Fome tiveram e portanto estas adaptações tentam sempre trazer ou um elenco com alguns nomes conhecidos ou um realizador que cative não só o publico fiel do livro mas também fãs de cinema.

Embora não tenha lido o livro e portanto não sei dizer se é uma boa adaptação da obra de Ransom Riggs ou não, falando do filme em si, foi um filme que gostei de ver nas quase duas horas que passei no cinema.

A introdução do filme é muito boa com todas as fotos que aparecem no livro e banda sonora prometia - já desde o trailer - contudo posso já dizer que tendo visto o filme em 3D eu não achei os efeitos especiais nada de especial, desculpem lá a concordância. 

As personagens são todas bem apresentadas, especialmente as crianças peculiares, cada uma com o seu "dom" e Eva Green está muito bem como Srª Peregrine. O mesmo posso dizer de Samuel Jackson, o vilão da história.

Menos bem achei o protagonista, Jack, que para mim só tem uma expressão durante todo o filme. Até gosto deste actor, que já fez bons filmes como "O rapaz do pijama às riscas" ou "A invenção de HugloCabret", mas aqui não consegui simpatizar com o actor e acho que não foi bem escolhido para este papel.


A atmosfera do filme não é light mas sendo um filme do Tim Burton esperava algo muito mais sombrio  e obscuro, talvez com mais referências às fotos que para quem não sabe, foi a partir das fotos que o autor escreveu o livro, não sei. Esperava algo a que Tim Burton nos habituou.A certa parte do filme, numa guerra que envolve neve e algodão doce, achei que estava a ver outro filme qualquer, achei esta cena muito fraquinha e a música mais de discoteca também não ajudou nada.

Estava com receio que o autor se esquece-se do principal, o orfanato dã crianças para se centrar no romance entre o Jack e a Emma mas felizmente isso não aconteceu.

Normalmente quando vejo filmes adaptados de livros, espero que o filme me puxe a ler o livro. Admito que tal não aconteceu aqui, fiquei satisfeita cm o que vi e se houver adaptação dos próximos livros talvez veja.

Penso que os fãs dos livros irão gostar da adaptação mas quem vir só por ser do Tim Burton é capaz de sair do cinema um pouco desiludido. 

Sem comentários:

Enviar um comentário