Crónicas de uma Leitora: 9 de Novembro | Colleen Hoover | Topseller | Opinião

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

9 de Novembro | Colleen Hoover | Topseller | Opinião


O dia 9 de novembro
No último dia de Fallon em Los Angeles, a sua vida cruza-se com a de Ben e os dois apaixonam-se perdidamente. A química que os une é tão forte e incontrolável que, apesar de Fallon estar a caminho de Nova Iorque, os dois prometem encontrar-se novamente. 

Os reencontros
Durante cinco anos, sempre no dia 9 de novembro, Fallon e Ben encontram-se para construírem a sua história de amor, entre as várias relações e atribulações das suas vidas separadas. Apesar de só estarem juntos uma vez por ano, os dois envolvem-se cada vez mais e partilham um amor pleno de entrega, paixão e intensidade, capaz de os transformar e de sarar cicatrizes profundas. 

Cinco anos depois
Fallon descobre que Ben carregou um enorme segredo durante cinco anos. O choque e a desilusão tomam conta do coração da jovem, devastada com a possibilidade de tudo ter sido uma farsa.

Estarão os dois preparados para aceitar que as histórias de amor nem sempre têm um final feliz? Ou será Fallon capaz de perdoar o homem que ama? 

O passado, o presente e o futuro cruzam-se num livro arrebatador e envolvente.

 Antes de mais devo dizer que me senti enganada quando vi a sinopse pois nunca tinha ouvido o nome Fallon e pensei que fosse um rapaz, então o primeiro pensamento foi "boa já precisávamos mais de livros assim por cá" depois percebi que afinal era uma rapariga e a desilusão durou uns bons 3 segundos até me lembrar que é Colleen e isso chega-me. Já lá vão cinco livros o que é o mesmo que dizer cinco murros no estômago, cinco leituras intensas que me fizeram chorar, rir, emocionar. Por isso só tenho a dizer N-Ã-O D-E-S-I-L-U-D-E! E é esta a minha opinião, obrigada e até amanhã...

Eh não! Isso lá chegava? Fiquei até depois da 1h30 da noite a ler para escrever um parágrafo? Nem pensar! Vamos lá falar a sério.

A premissa fez-me questionar muito quão provável seria uma história destas. Falamos de uma ligação tão forte que em apenas algumas horas que faz com que duas pessoas se queiram ver todos os anos no mesmo dia durante 5 anos mas sem ter nenhum tipo de contacto nos outros dias, nem chamadas, nem mensagens, nem redes sociais. E nem nós leitores temos acesso ao que Fallon e Ben vivem nesse entremeio, vamos apenas sabendo aquilo que eles contam naquela altura.

Aquilo que parecia ser a história de sobrevivência de Fallon transforma-se também na história de sobrevivência de Ben e é impossível ficar indiferente a qualquer um deles. Fallon tinha 16 anos quando um incêndio colocou a sua vida em perigo e lhe deixou marcas profundas, não só na pele mas no coração e na auto-estima e vai ser Ben que vai ensiná-la a amar-se.

É impossível ficarmos indiferentes a esta história e quando mais entramos nela mais sofremos com os protagonistas. Há duas reviravoltas intensas, sendo a última a mais grave, a mais chocante e aquela que determinará o futuro deste casal.

Sofri imenso com as últimas revelações e passei aquelas páginas do fim num sofrimento imenso, é de tão intenso que é este livro, vibramos a cada página que viramos, choramos com os desgostos e sofrimento dos protagonistas. Colleen Hoover arrasta-nos num turbilhão de emoções e faz-nos sentir que estamos lá, a viver todos os acontecimentos. Dá para perceber que ainda estou a ressacar com esta leitura? É que a vontade é reler agora mesmo. 




Exemplar gentilmente cedido para opinião

Sem comentários:

Enviar um comentário