Crónicas de uma Leitora: Para Todo o Sempre | Jude Deveraux | Opinião

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Para Todo o Sempre | Jude Deveraux | Opinião





Para Todo o Sempre
Jude Deveraux
Tradução: Carmo Vasconcelos Romão
Título Original: For All Time
Editora: Quinta Essência
408 páginas










Alix Madsen e Jared Montgomery celebraram o seu casamento numa capela elegante no meio do bosque, seguido de um banquete e de um baile ao luar. Enquanto a maioria dos convidados tem os olhos postos no feliz casal, Graydon, o primo de Jared, é incapaz de desviar a vista de uma das damas de honor, Toby Wyndam. Dona de uma beleza serena e de um sentido de humor subtil, Toby também tem uma qualidade que a torna única: é capaz de distinguir Graydon do seu gémeo verdadeiro, Rory. Segundo a lenda da família, esse dom torna-a o Amor Verdadeiro dele. No entanto, Graydon sabe que não há nenhuma possibilidade de acabarem juntos, já que é herdeiro do trono da Lanconia e tem de se casar com a aristocrata que foi escolhida para ele. Uma vez que ambos sabem que a sua relação é impossível, prometem que nunca passarão da amizade. Mas algo acontece entre eles, algo que desencadeou uma força desconhecida. Se quiserem estar juntos, devem mudar os acontecimentos do passado e o que vai acontecer no futuro


Para Todo o Sempre, é o segundo livro da trilogia Nantucket Brides.
Antes de começar a ler o livro, fui dar um olhinho à review que tinha feito no GoodReads ao primeiro livro, Amor Verdadeiro, porque me lembrava que não tinha gostado muito da história, que me tinha irritado (algo que não é difícil nos livros... ok também não o é, na vida real... ihihi) mas não me lembro o que me levou a esse estado, acredito que deve ter sido tão mau, que o fiz "delete" e por mais voltas que dê, não me consigo lembrar!
Porém, adorei Para Todo o Sempre, poucos foram os aspectos que me fizeram revirar os olhos e devorei cada página com um enorme prazer.

A história é peculiar e cheia de "surpresas", somos transportados para vários cenários e acontecimentos, que nos fazem querer saber mais, quem gosta de um pouco de "fantasia" vai deliciar-se com o livro. 
Há um ponto que descobrimos logo no início do livro, que pode levar as sentimentos contraditório e no decorrer do livro a questionar ou não o porquê de... E no fim a perguntar se realmente Graydon, "resolveu o problema" dela, acredito que sim... Quero mesmo acreditar que sim... Hum!!!

Toby, é uma mulher que tem uma relação complicada na sua vida, no decorrer da história começamos a perceber o porquê dessa relação ser assim mas como é lógico não irei dizer o que é e com quem é, para não estragar a leitura. Mulher forte no meio da sua doçura inata, consegue ultrapassar aos poucos a sua insegurança e acreditar nela.
Graydon... Ohhh! Fofo, fofinho, amoroso e tudo, e tudo! Raios, estou aqui a ver se lhe encontro um defeito mas... Não consigo! Vá, posso dizer que podia não ser tão respeitador, sim mas compreendo porque o era lá no fundo! Oh Good! Não tenho como vos dar a conhecer melhor Gray, sem entrar na história, vá, era inteligente, forte, carinhoso, correcto, maravilhoso, corajoso, leal, lindo, e por ser todos estes adjectivos e mais alguns, entra em conflito com os seus próprios sentimentos mas... Mas... Mas... No fim! *suspiro* 

Em Para Todo o Sempre, estamos perante uma conto de fadas, que já saberemos à partida o resultado final, mas mesmo assim vale a pena ler de tão doce que é! Tem alturas que precisamos de doces na nossa vida, e este é um deles.

Conclusão... Leiam!

Boas Leituras.

Sem comentários:

Enviar um comentário