Crónicas de uma Leitora: Sonhos de Cetim | Loretta Chase | Opinião

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Sonhos de Cetim | Loretta Chase | Opinião






Sonho de Cetim
Loretta Chase
Tradução: Patrícia Xavier
Título Original: Scandal Wears Satin
Editora: Edições Saída de Emergência
304 páginas









Todas as palavras, todas as frases da prosa de Chase cintilam de malícia e charme. 

Uma inocente de olhos azuis por fora, mas um feroz tubarão por dentro, a modista Sophia Noirot até conseguiria vender areia a beduínos. Vender os deslumbrantes vestidos da Maison Noirot a damas nobres é um pouco mais complicado, especialmente porque um recente escândalo de família criou um inimigo que, por acaso, é um dos líderes da sociedade da moda.
Transformar o escândalo numa lucrativa vantagem para a boutique requer todo o talento de Sophia, deixando-a com pouca paciência para o devasso Earl de Longmore. Este idiota desajeitado não consegue ter mais do que uma ideia na cabeça, e ultimamente tem estado apenas loucamente fixado em despir Sophia!
No entanto, quando a irmã de Longmore, a cliente mais rica e mais adorada da boutique, foge da cidade, Sophia não pode deixar Earl procurá-la sem ajuda. Numa demanda escaldante com o único homem ao qual não resiste,
Sophia deixa-se levar pela tentação do desejo...


Começo com um momento de desabafo... *suspiro* e mais... *suspiro*
Como os homens desta série me irritam, se todos forem como os 2 primeiros, o que para mim salva os livros e a série, são mesmo as fantásticas mulheres aqui recriadas, ainda mais para a época em que a trama decorre! 

Não é o primeiro livro que leio da autora, e este é o segundo da série The Dressmakers, no total de 4 livros! 
No primeiro Sedução de Seda, temos as "aventuras" da irmã mas velha Marcelline, em Sonho de Cetim, Sophia e nos próximos dois livros, em Vixen in Velvet já com título em português Caprichos de Veludo, teremos a irmã mais nova Leonie e no último Dukes Prefer Blondes, Clara uma personagem que conhecemos no primeiro livro, e tem uma ligação muito importante às 3 protagonistas mas se não leram ainda o primeiro, não vou levantar o "véu" sobre Clara.

A autora criou personagens femininas fantásticas, já em Sedução de Seda, Marcelline e a sua pequena filha e até as irmãs se destacaram, em Sonhos de Cetim não mudou, assim como não mudou os personagens masculinos que me fazerem revirar os olhos mais que uma vez mas já lá irei, estou neste momento no "meio de laços e rendas".
Sophia é uma personagem única, é a "relações publicas" da loja, faz tudo para dar publicidade ao negócio, é um verdadeiro camaleão, vai onde quer, transforma-se no que quer mas por baixo das personagens que cria, tem um coração grande e que deseja... Oh se deseja!
Mulher forte, com iniciativa e dá "o corpo às balas" se for preciso, bastante inteligente!

Longmore... Longmore... Lamento a frase, e espero não parecer rude mas ele só pensava com uma cabeça, e definitivamente não era a de cima. Por amor de Zeus e de todo o universo de Deuses, acho que vou ainda pedir uns quantos Deuses à série Dark-Hunter da Sherrilyn Kenyon.
Que personagem vazia. Ele era um dos tipos de homens da "altura", o filho mais velho de um conde, não fazia nada na vida, a não ser andar atrás de mulheres, beber, jogar e dormir até ao meio dia. Ele próprio dizia que não conseguia pensar em duas coisas ao mesmo tempo, que não gostava de pensar... Juro que no início pensava que ele dizia isso por "charme" mas tinha a sua quota de verdade, o único objectivo que ele tinha, fora o ajudar a irmã depois de ela fazer algo que está na sinopse, era despir a protagonista... Vá, acho que foi dos primeiros protagonistas que disse mais rapidamente "amo-te", e não teve duvidas quando seu o cérebro chegou a essa conclusão... Um ponto para ele. Sophia faz tudo o que quer dele... hahaha parte boa, ponto para ela!
Ah!!! Já Clevedon irritou-me porém compreendi melhor ele ser como era, pela educação que teve, pelo que esperavam dele mas Longmore... Fazia o que queria, sem se importar com as consequências.

A história está bem estruturada e as peripécias e artimanhas que Sophia arquitecta para salvar Clara faz com que peguemos no livro e não o queiramos largar!
Aconselho vivamente este livro, esta série, claro esquecendo a espécie masculina que não é definitivamente no meu ponto de vista, o mais forte!

PS - Já vi que o próximo livro está para breve, agora é esperar.

Boas leituras!


Sem comentários:

Enviar um comentário