Crónicas de uma Leitora: Apenas um guia intensivo de maquilhagem para alguns iniciantes | Parte I | Bb cream ou base?

terça-feira, 26 de abril de 2016

Apenas um guia intensivo de maquilhagem para alguns iniciantes | Parte I | Bb cream ou base?

Base ou BBcream?


Bases ou BBcream? Esta é uma decisão que só poderão tomar quando utilizarem os produtos. Para quem é iniciante, o melhor é ir mesmo a uma loja e pedir à maquilhadora de serviço que aplique a base que está a pensar comprar. Por norma, em lojas como a MAC e a Sephora, eles oferecem uma amostra pequena (só dá para uma utilização) para quem quiser testar os seus produtos. 
Existem ainda diversos tipos de cobertura, sendo que os BBcreams oferecem as coberturas mais baixas e servem mais para uniformizar a cor da pele, ao passo que as bases de cobertura baixa-média fazem isso e ainda cobrem imperfeições e as bases de alta cobertura cobrem tudo (vermelhão, acne, possíveis descolorações).
A base pode ser aplicada com a mão (embora não seja muito aconselhado por profissionais), com esponja húmida ou com um pincel.

BBcreams:

Os BBcreams foram a loucura o ano passado, contudo, este ano, a moda está nas cushion foundations, pelo que as empresas deixaram de produzir tantos bbcreams. Ainda assim, existem uns quantos que valem a pena serem adquiridos. Se tiverem dinheiro para gastar, os BBcreams coreanos são do melhor que há. Hidratantes e com uma qualidade de invejar, marcas como Missha e SKIN79 são uma aposta para quem quer investir num bom BBcream.
A L’oreal faz um Fund nude magique BBcream muito bom.
A Kiko tem com um preço bastante agradável de 8,90€. 

Ok esqueçam bbcream, a minha cara precisa de uma intervenção mais urgente! Base, quero uma base:


Primeiro, vamos ver que tipo de tom vamos comprar. Por norma o que eu aconselho às pessoas é terem 2 bases: uma de Inverno e uma de Verão. É muito comum ver na rua mulheres com um tom de pele bronzeado e olhar para as mãos e vermos que a pele está pálida. Um dia li num artigo que as mulheres portuguesas ainda pensam que a base serve para dar cor à pele. Podemos deixar cair esse mito aqui e agora: a base nunca serviu para dar cor à pele. Mesmo no século XVII em França, a maquilhagem tipo base branca era utilizada para cobrir imperfeições na cara devido às doenças. Qualquer maquilhadora na Kiko/Sephora vos dirá que devem combinar a cor da base com a cor do pescoço; algumas maquilhadoras não gostam disso e preferem combinar a cor da base com o meio do pescoço. Algures no tempo devemos de ter achado que base era escura para isso, mas hoje em dia existem formas de encontrar a nossa base perfeita através dos três subtons.


Escolher o subtom:


Existe a técnica da veia: olhar para as veias no vosso pulso e ver de que cor são. Se forem azuis são cool/frios (e devem escolher uma base mais para o rosado), se forem um tom mais quente as vossas veias serão para o esverdeado e a base deverá ter tons de amarelo; por fim se forem neutros as vossas veias serão tanto verdes como azuis. Neste caso procurar algo no meio de tons rosados ou amarelos. Por vezes as pessoas com subtom neutro precisam de misturar dois tons de base: um mais rosado e um mais amarelado. 

Cobertura baixa:


As cushion foundations apresentam cobertura baixa com possibilidade de ir até ao médio. A Kiko mantém a sua CC Cushion system por 15,90€ em 12 tons (podem pedir às maquilhadoras para vos aplicarem na cara para verem se gostam do efeito). Podem ainda pedir para colocarem pó (ou levam um pó matificante) para verificarem a duração.

A Catrice tem duas bases para este efeito, a Nude Illusion e a Even Skin Tone para quem quer de facto apenas uniformizar a cor da face por 8,49€ e cada loja tem um tester para testarmos na mão/cara a cor. Existem pessoas que têm a cara de uma cor diferente do resto do corpo, sendo que, por norma, quando se usa os testers, convem colocar a base na bochecha à beira da linha do queixo e verificarem no espelho qual dos tons combinam melhor.
A AVON, que é uma marca bastante usada em Portugal, tem a sua Bright Star a 8,5€ para quem quer realmente uniformizar o tom de pele.
Embora ainda não se encontre disponível nas lojas, a Essence tem uma base de cobertura muito baixa Makeup pure foundation por 4,89€. Podem ver no Google as cores ao googlar a base e o tom. Existe à venda na Maquillalia (site de maquilhagem espanhol com portes gratuitos para PT a partir de 20€).

Cobertura média:


Quando queremos uma base de cobertura média, por norma, queremos ocultar vermelhões/descolorações ou até olheiras menos profundas ou escuras. O mercado tem muitas bases de cobertura média.
A Kiko tem duas bases com cobertura média, sendo elas a 3D lifting foundation e a Liquid skin.
A 3D lifting vai do baixo ao médio, dependendo da aplicação. Se utilizar com uma beauty blender/esponja a cobertura parece-me que é mais intensa numa primeira aplicação, ao passo que o pincel dá para colocar mais camadas e construir a cobertura que vai até ao médio. Ainda assim, não cobre totalmente a pele toda, sardas ainda ficam evidentes na pele ou outro tipo de acne. O acabamento é opaco.

A Liquid skin é uma base que pode ir até uma cobertura quase total, mas aplica-se melhor com um pincel kabuki denso. A diferença é que, ao passo que os kabukis maiores são usados para pó, os densos espalham melhor, porque a base é muito muito líquida. O aplicador é com gotas ao invés do tradicional pump. O objectivo da liquid skin é ser uma base que se adapta 100% ao nosso estilo de pele e não seja muito pesada. 

A Essence disponibiliza a sua Stay all day 12 hours. Embora não dura tanto tempo, tem um preço muito simpático e dura por volta de 6 horas. Para quem tem um tom de pele um pouco mais escuro (ou típico português moreno), esta base é muito boa em relação qualidade-preço. É fácil de aplicar e adapta-se bem à pele normal. 

Na Perfumes e Companhia podemos comprar bases da Boujoirs, em especial a Healthy Mix que é um favorito. A base é de cobertura média, sendo enriquecida com vitaminas e possuindo propriedades anti-fadiga que dão à nossa cara um aspeto mais saudável. A base é bastante dispendiosa em Portugal, sendo mais cara que as da Kiko e ao mesmo preço que uma da Maybelline ou L’oreal.

A nível de supermercados, temos marcas como a Maybelline e a L’oreal. Relativamente à cobertura média, sugerimos a Fit me da Maybelline que tem uma boa cobertura, ainda que não seja aconselhável para peles mais sensíveis e o Infallible 24 matte da L’oreal. Ambas estas bases são muito usadas por YouTubers nos seus tutoriais.

Quando escolhemos uma base é bom adaptá-la ao seu estilo de pele: peles mais sensíveis não devem usar bases com perfumes, ao passo que peles mistas devem usar bases com acabamentos opacos/matte. Bases para peles mais secas devem ter propriedades que dêem um acabamento mais dewy (fresco). 
Embora toda a maquilhagem seja uma questão de gosto, uma base mais dewy numa pele oleosa não vai durar, uma vez que os óleos que são usados para peles mais secas, em peles oleosas podem ser desastrosos para a pele. 
Antes de comprarem uma base façam várias pesquisas na Internet, leiam vários posts em blogues ou até em alguns sites americanos. Se possível, devem ir ao YouTube e ver alguns YouTubers (mesmo os menos famosos) a aplicarem a base ao vivo. 
Mesmo assim, existem bases que não funcionam com a nossa pele/ clima. A maquilhagem é sempre uma questão de gosto, existem pessoas que preferem bases com imensa cobertura e outras que gostam de apenas uniformizar o tom e deixar as marcas à mostra.

Cobertura alta:


As bases de cobertura alta são para peles bastante marcadas: descoloração, possível rosácea grave ou problemas de acne. Uma base de cobertura alta cobre tudo, embora não seja possível, na maior parte das vezes, obter um look mais natural. É bom para quem não se qu

Rimmel Stay matte é uma boa base para quem tem um tom de pele muito claro e para peles mistas. Apresenta uma textura em mousse e, embora não cubra tudo totalmente, ainda tem uma boa cobertura e durabilidade. O preço acessível também é um aspecto positivo a ter em conta. 

A L’oral Fluid foundation é uma base que começa com um tom médio que facilmente consegue subir para uma cobertura total. No entanto não é uma base natural. Poucas bases de cobertura total são, ainda assim é uma boa base que dura bastante tempo sem qualquer problema e tem acabamento matte. Quem tiver muitos problemas de pele que pretende cobrir, esta tem um preço relativo bom.

A Kiko apresenta a sua Unlimited foundation e ainda a Skin evolution. A Kiko Unlimited tem uma cobertura total e dura até 12 horas, embora o acabamento seja menos natural e mais “boneca de porcelana” (isto dito por uma maquilhadora da Kiko quando perguntei as diferenças). A Skin evolution tinha um aspecto mais natural e era buildable, podia ir de cobertura baixa, média e alta, consoante as camadas que adicionássemos. Durava ainda 16 horas.

A Revlon Colorstay para peles olesas/ secas-normais sempre foi uma das favoritas da comunidade de beleza. Talvez por ter duas fórmulas e ser muito parecida com a da MAC ainda que por um preço inferior. De longa duração e com uma cobertura que pode ir do médio à alta, é um bom investimento para quem tem pele mais clara.

MAC Pro longwear é a base que um momento todos adoravam e de um momento para o outro, outras vieram e achamos que havia melhores. A MAC pro longwear dura bastante, mas é muito pesada na pele, especialmente para a época do Verão. Também pode causar acne, sendo este um dos principais motivos pela qual a maioria da comunidade YouTuber deixou de a utilizar nos tutoriais. Ainda assim, alguns ainda a adoram e, para o Inverno, é uma boa escolha para quem quer uma base que esconda tudo.

Estee Lauder double wear é a base do momento. Embora seja mais cara que a da MAC (41€) é uma base de cobertura alta que é bastante leve na pele. Talvez por isso a maioria dos YouTubers tenham trocado da MAC para esta. A nível de consistência é parecida com a Revlon embora o acabamento seja mais aveludado e menos notável na pele.

Ia aconselhar a Dior airflash spray Foundation, mas notei que, no site da Perfumes e Companhia, não está à venda em Portugal. A nível de coberturas altas, penso que é melhor investir em bases um pouco mais caras do que as de cobertura média ou até mesmo baixa, dependendo da pele de cada um. É fácil ter um aspecto menos natural com bases de gama baixa por isso, se puderem investir e se for algo que utilizem todos os dias, uma base mais cara pode ser uma boa opção.er preocupar em usar muitos produtos como BBcreams + bases etc.

Sem comentários:

Enviar um comentário