Crónicas de uma Leitora: Cinema | Opinião | Batman vs Super-Homem: O Despertar da Justiça

sexta-feira, 25 de março de 2016

Cinema | Opinião | Batman vs Super-Homem: O Despertar da Justiça


batman_v_superman_dawn_of_justice-wide

Não sendo eu grande fã de super-heróis, quer sejam do Universo DC ou da Marvel, a minha antecipação em ver Batman vs Super-Homem devia-se mais ao facto de ir vê-lo antes da estreia mundial e em formato IMAX 3D, algo que nunca tinha visto.


Embora não seja fiel ao mundo da banda desenhada, percebia perfeitamente que este era um filme muito antecipado pelos fãs e a campanha de marketing agressiva prometia muito mas a meu ver, não cumpriu a 100% a expectativa, e eu até não ia com muitas. 

Começando pelo menos importante, duas horas e meia de filme foi muito. Principalmente para quem vai ver em 3D ou em IMAX. Em sessão normal talvez corra melhor mas não há como negar as maravilhas dos efeitos 3D, embora passado uma hora a magia dos minutos iniciais desapareça. 

O principal problema que tem sido comentado pelas redes sociais e sites de cinema é o argumento do filme. Como leiga até eu fiquei um pouco confusa sobre a principal razão de Batman vs Super-Homem terem de lutar um contra o outro, ainda mais quando o tão esperado confronto não dura assim tanto tempo. 

batmanvsuperman_34

O filme até começa bem, ao questionar o papel do Super-Homem como salvador da humanidade, encargo incutido pela imprensa e pela opinião popular. Achei inteligente e pertinente pegar nesta filosofia e desenvolvê-la até ao encontro entre os dois protagonistas. 

Embora carregadas de pirotecnia e muitas explosões as cenas finais repletas e carregadas de efeitos visuais não desapontam e até mesmo as cenas de luta são fluídas sem se notar demasiado a coreografia. 

Em termos de interpretações, ironicamente a grande estrela da película é Jesse Einseberg, com um Lex Luthor muito diferente, mais jovem, mais maníaco e mais exêntrico. A introdução da Mulher-Maravilha também foi feita de maneira inteligente. O tão criticado Ben Affleck não está tão mal assim e Henry Cavill tem uma boa interpretação, assim como a sua Lois Lane, interpretada por Amy Adams

Como veredicto final e espectadora comum, Batman vs Super-Homem é um bom filme de super-heróis embora algumas acções nem sejam sempre justificadas, o argumento do confronto não ser plausível e a própria batalha defraudar pelo pouco tempo (tendo em conta o título do filme), o filme funciona bem como base para os próximos capítulos e sequelas deste universo.  

Sem comentários:

Enviar um comentário