Crónicas de uma Leitora: A Loucura de Lorde Ian Mackenzie | Jennifer Ashley | Opinião

quinta-feira, 17 de março de 2016

A Loucura de Lorde Ian Mackenzie | Jennifer Ashley | Opinião






A Loucura de Lorde Ian Mackenzie
Jannifer Ashley
Tradução: Fernanda Semedo
Título Original: The Madness of Lord Ian Mackenzie
Editora: TopSeller
349 páginas










A maioria das mulheres prestaria atenção aos avisos. Beth decidiu ignorá-los...

Por toda a sociedade londrina correm rumores de que Lorde Ian Mackenzie é louco, que terá passado a sua juventude num asilo, e que não é de confiança, especialmente com senhoras.

Beth é uma jovem viúva, herdeira de uma fortuna, que está outra vez noiva e que deseja voltar a ser tão feliz quanto foi com o primeiro marido. Quando é apresentada a Lorde Ian Mackenzie, este apaixona-se imediatamente e não tem dúvidas de que a quer para si. Procura, então, convencê-la a deixar o noivo e a casar-se consigo. 

Beth acaba por se deixar seduzir e decide fazer tudo para ajudar Lorde Ian a superar o sofrimento que carrega, devido a um passado tormentoso.

A partir de então, só uma coisa faz sentido na vida de Beth... a loucura de Lorde Ian Mackenzie.


Começo por dizer que estou a ponto de pedir uma casa novo à editora, pois a quantidade de bons livros que estão a editar, começo a ter um grave problema de espaço, e como a editora não aposta no formato ebook, um dia terei de sair de casa para ter lá os livros, porque nós os dois não cabemos, estamos em "divórcio" eminente! E com este desabafo venho falar da nova série, que por sinal não é pequena, que a TopSeller começou a publicar.

A editora apostou numa nova autora na "linha" de Tessa Dare e Sarah MacLean, só por isso não consegui manter as mãos longe deste livro, pois tem tudo o que eu gosto em livros de época, um lorde, uma mulher com "pelo nas ventas", um mistério e claro, cenas de química intensa entre os protagonistas e uma pitada de outras personagens que terão lá mais à frente, o seu livro. Algo que adoro, sou uma amante das séries e ver os personagens crescerem neles.

A história não foge muito ao que estamos habituadas, uma família. Família esta que tem problemas no seu seio, onde há um irmão mais velho que interfere em tudo e que quer proteger todos, mas que acaba por "magoar" pois não saber chegar a... ou chega de forma menos conveniente. 
Irmãos que se ajudam entre eles, e uma grande carga de ressentimentos, mágoas, dor e sofrimento. Depois as mulheres. Mulheres essas que são fortes, decididas e que se tornam um pilar da história.
Em A Loucura de Lorde Ian Mackenzie o que torna diferente o livro é mesmo o seu protagonista.

Ian... O mais jovem de 4 irmãos, desde pequeno que é diferente! E é também essa diferença que o leva a uma infância triste e sofrida. Ian não é louco, simplesmente tem algo que naquela altura era dada como loucura, não é dito com todas as letras no livro mas está em todos os sinais, a forma como ele é e reage, o não perceber, o aptidão para o que é "exacto", uma ou outra coisa que é difícil de fazer, apontou-me para... Hum! Não vou dizer, é ler.
E é aqui que entrar Beth.
Beth é uma jovem viúva, que não nasceu num bom berço mas a sua história de vida, a sua juventude, o que viveu, o que conheceu, o seu primeiro casamento, faz dela a mulher que é, uma ancora, a mulher que consegue trazer à "vida" Ian, homem especial e diferente.
Gostei destas duas personagens, gostei de Mac o protagonista do próximo livro, assim como de Isabella a sua mulher, gostei do Cam e do seu miúdo e consegui não "olhar de esguelha" Hart o Duke, pois ele ama os seus irmãos..

Antes de finalizar a minha opinião, gostaria de afirmar com todas as letras que a palavra "fenda" deveria ser banido do vocabulário dos tradutores, quando está conectada com uma parte do corpo, seja ela feminina ou masculina. Odeio, mas é mesmo a palavra odiar. Sorte que foi a única situação que não gostei na tradução e que não me tirou o prazer de o ler mas... Deveria ser banida! Facto!

Finalizando agora... Comprem o livro, comecem este nova série que vale a pena, pelo menos na minha modesta opinião. É mais um bombom para quem gosta de livros de época. Ah! Só espero que a editora publiquei toda a série, este não é pequena e continua a crescer. 

Boas Leituras.

Sem comentários:

Enviar um comentário