Crónicas de uma Leitora: Sedução de Seda | Loretta Chase | Opinião

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Sedução de Seda | Loretta Chase | Opinião

O apelo do vestido perfeito consiste em duas partes: as senhoras devem desejar vesti-lo, e os senhores devem desejar despi-lo 
A ambiciosa e talentosa modista Marcelline Noirot é uma estrela em ascensão na chique cidade de Londres. E quem melhor beneficiaria do seu talento, se não a dama mais mal vestida de Londres, a noiva do duque de Clevedon? Conseguir o mecenato da futura duquesa significaria mais prestígio e fortuna para Marcelline e para a sua família. Para chegar até ela precisaria, contudo, de atrair as atenções do duque, um cavalheiro cujos padrões de estética são elevados, mas os padrões morais... já não.
Parece valer a pena. No entanto, quando Marcelline se encontra com ele, Clevedon projeta uma sedução tão irresistível como os vestidos que ela costura e cria, e o que começa por ser apenas uma faísca de desejo, depressa se torna num delicioso inferno... e um ardente escândalo. Será suficiente os seus destinos estarem apenas suspensos por um fio de seda?

Para mais informações consulte o site da Saída de Emergência, clique AQUI
Adoro personagens femininas fortes, decididas, que têm objectivos e lutam por eles, mulheres que defendem os seus principios, família e conquistam a pulso o que têm. Marcelline é assim, uma mulher com objectivos que fará tudo para ter o que quer. Só não esperava apaixonar-se. Ah romances de época, podia passar um ano inteiro a ler só este género (hummm excelente desafio, só que não consigo um ano, talvez um mês eu me dedique em exclusivo). É um género que sabemos à partida que terá um final feliz o que acontece pelo meio é que é emocionante.

Adorei este casal apesar de por vezes Clevedon merecer um abanão, porém não nos podemos esquecer da época, da educação, da forma como as pessoas se relacionavam na altura e do que era esperado das pessoas de estatuto mais elevado. De certa forma irrita-me que os homens se pudessem comportar como bem lhes apetecesse em solteiros e continuassem de forma mais discreta depois de casados. Quando é natural um homem ter amantes e ser facto conhecido de toda a gente em geral é deprimente, principalmente porque as mulheres é que se sentiam humilhadas e nada podiam fazer contra este facto. Mas isto são apenas divagações muito pelo comportamento do duque.

Eu gostei mesmo foi das três irmãs e da sua força e união, cada uma delas tem características próprias que nos deixam a aplaudi-las de pé, mulheres cheias de garra que enfrentam o mundo juntas. 

A escrita da autora é compulsiva, foi mais um daqueles livros lido num dia ou dois, com uma acção rápida, cheia de acontecimentos emocionantes, somos "arrastados" de um lado para o outro como as nossas personagens. Loretta Chase conseguiu construir um enredo muito interessante e personagens apaixonantes que cortam todas as convenções da época. Claro que sendo um romance de época já esperava gostar muito porque até hoje ainda não consegui dar menos de 3 estrelas a um livro deste género, mas este é muito bom e deixa-nos vontade de ler todos os outros de seguida. O segundo livro já saiu esta semana Sonho de Cetim que nos conta a história de Sophie. Eu cá estou ansiosa para o ler.




Este exemplar foi gentilmente cedido pela Saída de Emergência em troca de uma opinião honesta.

Sem comentários:

Enviar um comentário