Crónicas de uma Leitora: Milagres do Céu | Christy Wilson Beam | Opinião

domingo, 10 de janeiro de 2016

Milagres do Céu | Christy Wilson Beam | Opinião

Annabel, de nove anos, sofre de uma doença rara e fatal no aparelho digestivo. Durante anos a fio, foi submetida a exames e tratamentos intensos e dolorosos. Em dezembro de 2011, num dia em que Annabel se sentia mais animada para ir brincar com as irmãs na propriedade da família, no Texas, tropeçou e caiu de cabeça no interior de uma árvore oca com quase 10 metros de profundidade. 
Presa no interior do tronco, sozinha e sem luz, receia-se o pior, mas com uma fé inabalável em Deus, a criança atravessa por uma experiência extraordinária. Na manhã seguinte, no hospital, Annabel conta aos pais que, guiada pela luz do seu anjo da guarda, visitara o céu e conhecera Jesus. Tal relato poderia ser facilmente interpretado como uma consequência traumática do acidente. Porém, algo de inesperado e insólito aconteceu que deixou todos, familiares e equipas médicas, perplexos. 
Milagres do Céu é uma história emocionante sobre a luta pela vida de uma criança, a fé de uma família e a constatação de que, por vezes, os milagres acontecem.

Para mais informações sobre Milagres do Céu, consulte o site da Editorial Presença, AQUI


 
Tenho de confessar que tinha medo por este livro, não costumo ler não-ficção e muito menos livros que envolvam religião e este livro continha justamente os dois géneros. Confesso que foi uma leitura difícil não só por envolver o leitor numa aura de fé e saber cristão com o pela narrativa emocionante desta mãe. O tema da religião foi o mais difícil de assimilar, esta família tem toda uma base cimentada no amor e na fé  e tive de me obrigar a abstrair para conseguir ler, porém assim que o fiz passei a maior parte deste livro a tentar não chorar. 

A narrativa feita do ponto de vista de Christy, a mãe da pequena Annabel, vai-nos levando para a frente e para trás no tempo mostrando os acontecimentos que levaram à queda na árvore. Apesar dos saltos temporais não temos qualquer dificuldade em acompanhar a história desta família e o seu sofrimento. Conseguimos sentir também a sua união e a rede de familiares e amigos que os envolve apoiando-os incondicionalmente. 

Um livro pequeno que se lê rapidamente mas que nos marca para sempre, vemos o sofrimento de uma criança tão pequena e ao mesmo tempo com um estoicismo inacreditável levando-nos às lágrimas, a força de uma mãe e a presença firme mas constante de um pai que se apoiam incondicionalmente e não podemos deixar de pensar na vida que as irmãs de Anna são obrigadas a suportar sem nunca reclamarem.

Dor e sofrimento misturados com tanto amor, fé e solidariedade deixa-nos com o coração apertado. Estou ansiosa para ver o filme, certa de que vou adorar mas terei de ter dose tripla de kleenex pois já sei que as lágrimas vão rolar.


Este exemplar foi gentilmente cedido pela Editorial Presença em troca de uma opinião honesta.

Sem comentários:

Enviar um comentário