Crónicas de uma Leitora: De Repente, um Verão | Robyn Carr | Opinião

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

De Repente, um Verão | Robyn Carr | Opinião



De Repente, um Verão
Robyn Carr
Título Original: Wild Man Creek
Editora: Harlequin Ibérica
520 páginas













Às vezes, o amor ganha raízes em lugares inesperados... se o deixarmos crescer.

Colin Riordan chegou a Virgin River para recuperar de um acidente de helicóptero horrível que lhe tinha deixado cicatrizes por dentro e por fora. A sua família era um apoio maravilhoso, mas era na pintura que encontrava verdadeiro consolo para a sua alma atormentada.

Ferida no aspeto profissional e pessoal por causa de uma desastrosa aventura amorosa, a publicista Jillian Matlock tinha arrendado um antigo casarão em Virgin River. A casa tinha uma horta com potencial e Jillian queria dedicar-se a colher algo que não fosse simplesmente lucros.

Os dois procuravam simplificar as suas vidas, não complicá-las, mas quando Jillian encontrou Colin a pintar no seu jardim surgiu entre eles uma atração imediata. E, em Virgin River, às vezes, o amor é o caminho mais fácil de tomar...


Ora bem... Há quem leia a palavra Harlequin e saia a correr aos gritos, a puxar os cabelos porque pensa... Harlequin, livros água com açúcar, para mulheres solteironas, que sonham com o amor cor de rosa, livros "nhó-nhós", maus... Resumo, ainda há algum preconceito quando se diz que o livro é publicado pela Harlequin... Facto.
Da parte que me toca, admito que não leio tudo o que eles publicam, não leio "as séries" Desejo, Sabrina, Julia ou Bianca, não por ser Harlequin mas sim porque muito dessas histórias, os personagens parecem que comeram "gelados pela testa" e desse tipo de história, fujo eu aos gritos e a arrancar mais que os cabelos, a roupa mesmo!
Porém... Mas... Contudo, há autoras que podiam muito bem ser publicadas por editoras "grandes e finas", como Nora Roberts (esta já é), Robyn Carr (livro que venho falar), Megan Hart, Linda Howard (em tempos publicada pela Saída de Emergência), Gena Showalter, Susan Mallery,  e depois há autoras de livros de época que também gosto, como a Nicola Cornick ou a Stephanie Laurens, entre outras.
Como podem ver, não sou selectiva no que toca a uma editora mas sim nas suas autoras, Harlequin tem excelentes autoras e até séries, só temos que procurar e dar uma oportunidade a estes pequenos livros!
Posto isto, vamos agora ao livro.

De Repente, um Verão, é o 12º livro de uma série passada numa pequena vila Virgin River, rodeada de bosques, de rios de águas cristalinas e de montanhas.
O que mais gosto desta série, é acompanhar à medida que os livros vão saíndo, a evolução das personagens. Por exemplo, no 12º livro e na maior parte dos livros anteriores, vimos como tem evoluído o casal do primeiro livro, o que admito que me traz um enorme prazer.

Vamos lá à história deste em concreto.
Colin é um dos 5 irmãos Riordan, já li a história de 3 deles sem contar com o Colin e pelo que vi no Goodreads, o 5º irmão não terá livro, com pena.
No livro anterior Novos Começos, há uma acontecimento que muda a vida de Colin, ai está outra ponto que adoro neste série, as personagens são-nos apresentadas ou a sua história é inserida antriormente, para que quando o leitor ler o livro correspondente ao casal não pense, "de onde é que caiu esta personagem, onde aconteceu, o que se passou".
Também a Jillian apareceu num livro anterior, foi de férias a Virgin River e agora voltou para ficar.
As personagens, gostei muito da Jillian, acho que não é qualquer mulher que tem a aquela atitude, postura, perante uma situação que à partida ela sabia que a iria magoar porém sabia que ele tinha que viver aquilo, tinha que partir dele, não dela... Adorei!
Adorei ela não ter medo de arriscar, adorei ver nascer do nada aquela horta!
O Colin! Um fofo, no meio de tudo o que lhe aconteceu. Teve de dar um passo arriscado, para descobrir o que era realmente importante!
E... Meio do romance lemos um pequeno drama que envolver Jack, o protagonista do primeiro livro, e é-nos apresentado os protagonistas do próximo... Harvest Moon...  

Conclusão.
Recomendo esta série, este livro. Não olhem para o nome da editora que a publica, olhem para as sinopses, para o rating no GoodReads e "atirem-se de cabeça" sem medos!

Boas leituras.


Sem comentários:

Enviar um comentário