Crónicas de uma Leitora: Cinema | Star Wars Episode VII: The Force awakens | Review

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Cinema | Star Wars Episode VII: The Force awakens | Review



Pronto agora que já vos dei mais um dia para verem o Star Wars... Não foi awesome? Aquela emoção de quando aparee: In a galaxy far far away e de um momento para o outro nos apercebemos que shit is real! E depois aparece o texto tradicional a dar a premissa, mas já não é gravado como na trilogia original e agora é tudo feito em computadores. Esta review não é nada fácil de escrever, eu estou em pânico de sem querer dizer um spoiler e depois ter de me auto-flagelar, because you shall not spoil! 

Bom isto tudo para dizer que:
A)esta review é um bocado difícil de escrever porque omg spoilerz
B)O filme é awesome se têm medo de spoilers, stop nau e ide ver o filme. 



Come back later, we will wait... Isto não vai ser uma critica de uma fã louca de Star Wars. Confesso que gosto bem mais do fenómeno e das ideias do que propriamente dos filmes. Eles sempre tiveram uns quantos problemas na minha opinião: os originais, apesar de inovadores para a época, nota-se agora que não envelheceram muito bem; e as prequelas são chatas. Têm coisas boas como tecnologia superior, mas urgh é simplesmente demasiada backstory que não interessa e que podia ter sido só um filme. Por isso, sim eu reservei o bilhete com zero espectativas. Eu sabia que tanto podia ser muito mau, como muito bom. Algo dentro de mim dizia que por muito mau que fosse ia valer a pena ver em IMAX nem que fosse pelos cenários muito bonitos. Por isso não esperem que eu ache que o SW can do no wrong. Consegue... Mas neste filme, nem por isso.Enquanto esperamos que os moços vejam o filme vamos aos tópicos.

A história/guião:

É quase perfeito. De alguma forma é muito similar ao Mad Max: Fury road no aspecto em que tem muitos episódios seguidos que mal deixa o espectador respirar. Lembro-me que quando acabou uma sequência até eu estava cansada e não tinha sido eu a correr que nem uma desalmada. A história é um bom balanço entre acção: pew pew pew e tem uma hint das prequelas. Nota-se que o J.J. quis agradar aos fãs mais hardcore mas também àqueles que gostaram das prequelas (talvez o espectador mainstream?)

- Ai Ruiva, que horror mas o filme é tão comercial tão sem sem mensagens....

Olá sr. Rabujento, já não o via aqui por uns tempos... Bom eu não acho que o filme seja oco ou vazio. Á primeira vista pode parecer que sim, mas na verdade existem vários tópicos interessantes para serem debatidos lá para Janeiro (sim que é quando toda a gente já viu o filme de certeza). Para já não posso entrar muito em detalhes mas o filme tem pequenas coisas para as pessoas mais atentas estarem a decifrar aos poucos. O SW sempre foi filme de pipoca, as prequelas lá tentaram dar um ar mais sério e político, mas a verdade é que queremos ver lutas com lightsabers, tirinhos em naves, nós não vemos SW para filosofar sobre o ser humano na sua eterna complexidade. Gostamos de ver o Dark side contra a Luz e a Força a ser usada e como muitas vezes as coisas correm mal (Anakin).

O Lado Negro da Força:

Hitler called... He wants to join the Dark Side. A Primeira Ordem mete medo. E isto é Disney por isso acreditem que mesmo sem mostrar gore, o espetador fica com medo. Os Stormtroopers ficaram com uma pontaria mesmo boa de um momento para o outro e acreditem eles usam essa pontaria para serem aterradores. A nível visual há cenas muito boas, não é preciso explicar muito, basta mostrarem um pouco na altura certa que cria o efeito pretendido.



Personagens:

It comes to no surprise que o BB-8 é o meu favorito. Eu senti partes de mim a derreterem sempre que o BB-8 entrava em cena e eu nem sei se ele é uma personagem principal! Mas que ele roubava o show, roubava. Todas as personagens estão perfeitas, o casting foi perfeito, especialmente o da Lupita. Ela deu voz a uma personagem e está muito, muito bom. 
O John Boyega (Finn) também deu uma nova vida com muito humor e a Daisy Ridley conseguiu ser a little bit too perfect. Eles comandam uma nave e nota-se tanto que ela é a personagem principal porque faz sempre tudo tão bem! Pessoalmente preferia que ela fosse um bocado mais humana e só uma moça que desse grandes coças. Quando ela começa a ser uma know-it-all de naves, ehhhh... She looked fine. Mas eu entendo que nestes filmes as personagens principais sejam sempre muito boas. Ela não é uma Mary Sue, apesar de saber imenso e ser muito badass, é muito natural. As interacções dela e do Finn com o BB-8 tiram imensas gargalhadas.
O Han Solo é o Han Solo que sempre conhecemos, o Chewie está especialmente fofo e mesmo a Leia apesar de ter um tempo meio curtinho no ecrã esteve bem. Não houve nenhum actor que eu achasse que estava mal casted, mas nada supera o BB-8. Tal como com o Wall-E, ele é simplesmente too cute só com animação, nem é preciso diálogo (ele manda uns beeps eu sei, mas eu não falo droidês, mas falo Nerglish, querem ver? Grgrlgrlrgrl!)

O vilão:

Ai Kylo Ren... Kylo Ren... Eu até tinha fantasias sobre ti. Mas foi um dos motivos pelo qual eu dei menos meia estrela... Ele parece tão awesome, tão “join the dark side with me and we will rule the galaxy together” e a gente abandona tudo porque com aquela voz e aquela máscara, que se lixe o lado da luz, kidnap me, Kylo Ren! Nota-se que é um vilão in training. Ainda não é um Darth Vader, maaas como eu sou fofinha estou com muitas esperanças que ele cresça para ser um vilão muito mauzinho e terrível. Ok, Star wars, I'll bite, you can have all my money!

Os spoilers:

É óbvio que não vou spoilar mas digo apenas que há dois major spoilers neste filme e um é estupidamente huge. Não há muitas reviravoltas, o que é sempre bom porque para ser honesta, twists são bons mas quando bem feitos. O J.J. Nunca tentou fazer: ahaha com que então não estavas à espera desta! E nós todos com cara de: rly, J.J? Achas mesmo que nós não estávamos a prever? Mas fez algo tão “mais pior” que é quando nós sabemos que algo vai acontecer, e acção pára só para criar aquela espectativa dentro de nós de que: ok isto vai acontecer, oh God eu não quero ver... Afundo-me na cadeira com a cara virada para o lado porque não quero ver! Oh God.. Any minute now... And there, it happened... WHY? 



Veredito final:

É um dos melhores filmes do ano, certamente fica em 2º lugar na minha só não é ultrapassado pelo Inside out porque er.. Pixar? Mas sem dúvida que é um grande filme, que faz tudo aquilo que os fãs queriam: entreter com todo o eye candy da saga e ainda dar um novo folgo à historia que estava na lama. Esse e o Mad Max foram dois filmes de franchises que estavam mortos, falecidos e de repente seguindo a mesma estrutura de acção sem parar conseguiram cativar os espectadores para quererem mais. É quase impossível não gostar do SW:TFA, nem que seja pela nostalgia dos primeiros filmes: as lutas de lightsabers e a história toda em volta daquela família, o lado da luz contra as trevas... Não é groundbreaking? Não, não inova não faz nada de Oh meu Deus, nunca pensei nisto! Mas isso não quer dizer que não funcione ou que seja menos bom.Agora, ide, may the Force be with you, que hoje é terça e todos precisamos de um bocadinho de força extra para aturar as compras de Natal!


Sem comentários:

Enviar um comentário