Crónicas de uma Leitora: Graphic Novel | The Kite Runner | Opinião

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Graphic Novel | The Kite Runner | Opinião

Com a publicação da primeira edição de O Menino de Cabul de Khaled Hosseini [Presença setembro/2013] a fazer 2 anos  eis que me vi com curiosidade em ler a sua graphic novel ilustrada por Fabio Celoni e Mirka Andolfo. Não me arrependi desta leitura, pelo contrário, foi maravilhosa mas confesso que fiquei satisfeita por ter lido "apenas" a graphic novel e nunca me ter aventurado no livro porque de certeza que teria enchido potes e potes de lágrimas de tão emocionante que esta história é.
The Kite Runner conta a história de duas crianças que crescem no Afeganistão dos anos 70, uma realidade tão distante para a grande maioria de nós mas que nos retrata uma sociedade completamente diferente do que temos visto na última década na televisão. Os dois amigos pertencendo a classes sociais e etnias diferentes são postos à prova mais que uma vez, acabando Amir afastar Hassan de forma definitiva. Somos transportados para um país a viver uma guerra e vemos como Amir e o pai se ressentem com a entrada da união soviética em território afegão. Seguimos o seu rasto na fuga para o Paquistão e posteriormente os Estados Unidos, acompanhando o percurso de vida do jovem mas perdendo por completo o contacto com Hassan. 
  
Com uma reviravolta brutal Hosseini deixou-me entre a emoção e a revolta, sentimentos controversos de alegria e tristeza pelas personagens, pelos possíveis finais se pequenas coisas se alterassem no curso da acção. Fui ao longo da narrativa ficando emocionada, enojada e muitas vezes incrédula com o realismo impresso numa história que vais muito além de uma amizade entre criança. Coloca-se tudo numa perspectiva diferente. Reafirmo, se isto foi a graphic novel não consigo imaginar se tivesse lido o livro, absolutamente maravilhoso.

Também o desenho é fantástico, a fazer lembrar o estilo das bandas desenhadas normais mas com um traço mais arredondado com as personagens fabulosamente retratadas e os fundos a dar um excelente contraste aumentando consideravelmente o interesse visual.







Sem comentários:

Enviar um comentário