Crónicas de uma Leitora: O Quarto de Jack de Emma Donoghue [Opinião]

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

O Quarto de Jack de Emma Donoghue [Opinião]


Para mais informações acerca deste livro clique AQUI

Original, poderoso e soberbo, Jack é inesquecível: a coragem e o imenso amor numa história perturbante contada pela voz da inocência.

Para Jack, de cinco anos, o quarto é o mundo todo. É onde ele e a Mamã comem, dormem, brincam e aprendem. Embora Jack não saiba, o sítio onde ele se sente completamente seguro e protegido, aquele quarto é também a prisão onde a mãe tem sido mantida contra a sua vontade. Contada na divertida e comovente voz de Jack, esta é uma história de um amor imenso que sobrevive a circunstâncias aterradoras, e da ligação umbilical que une mãe e filho.

O quarto é um lugar que nunca vai esquecer; o mundo é um sítio que nunca mais olhará da mesma maneira.
Aquando a publicação deste livro, li por alto a sinopse retendo apenas a palavra prisão, talvez por esse motivo, convenci-me que Jack se encontrava a viver com a mãe num estabelecimento prisional e pensei, «nééé, não é para mim!» Assim sendo, passaram-se 4 anos e nunca me senti tentada a ler este livro. Cheguei a estranhar ser um dos livros recomendado para a leitura no 8º ano mas, continuava completamente a leste... até ao passado dia 31 de Julho quando a minha querida colega de blog Mafi publicou a divulgação do filme baseado neste livro. Além da divulgação colocou também o trailer do filme que eu, sábado dia 1 de Agosto vi logo pela manhã. 1 minuto e vinte e nove segundos depois eu gritava comigo mesma por que motivo ainda não tinha lido este livro? Para mim é inconcebível ver primeiro o filme e ler depois o livro, acontece raramente mas tento sempre fazer o contrário, assim sendo, comprei na hora o ebook O Quarto de Jack... benditos ebooks, não precisamos sequer de sair de casa, correr para o continente (aqui na minha zona é o único local que vende livros), desesperar porque nunca encontro aquilo que realmente desejo, pegar no carro, fazer 30km para o Centro Comercial mais próximo, entrar na Bertrand e finalmente comprar a um preço bem mais caro do que se comprasse online... Mais uma vez, benditos ebooks!!!!

Claro está, gostei muito do livro, mas de uma forma diferente do que é gostar de um livro bonito... este não é um livro bonito. Este é um livro que fala de Jack e de sua Mamã, uma jovem raptada aos 19 anos e que, até há data, passados 6 anos, se encontra em cativeiro contra a sua própria vontade. Jack nasceu no Quarto, apenas conhece o Quarto e os objetos que o constituem e apenas convive com a sua Mamã... conhece o céu por uma pequena clarabóia que existe no teto, nunca correu na rua, nunca viu o sol nem sentiu a chuva. Jack acabou de fazer 5 anos e é feliz, no entanto a Mamã desconfia que o seu raptor os pretende matar e, acreditando na coragem daquele rapazinho elabora um plano único para que Jack consiga pedir ajuda e resgatar a Mamã do Quarto...

É impossível ler este livro e não nos recordarmos do caso de Natacha Kampusch e outros já do conhecimento público, mas o que me arrepia mais são todos os casos que ainda não se conhece, que talvez nunca iremos conhecer simplesmente porque nunca irão ser resgatadas. Compreendo o motivo pelo qual a leitura deste livro é recomendada para o 8º ano ou para qualquer ano após ou mesmo antes do 8º. Simplesmente porque os jovens devem cada vez mais, serem alertados que casos como este não acontecem apenas aos outros nem durante apenas o breve período de tempo que passam nos meios de comunicação. Casos destes ocorrem possivelmente todos os dias, crianças e jovens que são roubados às suas vidas, às suas famílias e suas almas, encarcerados dentre deles mesmos.

Este é um livro com um final feliz... no entanto quantos casos semelhantes a Jack não o são?



Sem comentários:

Enviar um comentário