Crónicas de uma Leitora: Perigo Irresistível | Becca Fitzpatrick | Opinião

terça-feira, 28 de julho de 2015

Perigo Irresistível | Becca Fitzpatrick | Opinião


Britt Pheiffer sonha há mais de um ano com umas férias repletas de aventura.
Treinou vários percursos pelas Montanhas Rochosas, comprou equipamento especial e até se sente confiante para levar consigo a melhor amiga, mais adepta de centros comerciais do que do ar puro das montanhas.
Poucas horas após o início da viagem, um nevão inesperado obriga-as a refugiarem-se numa cabana abandonada, aceitando a hospitalidade dos seus dois estranhos ocupantes: dois homens jovens, atraentes e… em fuga.
Feita refém, Britt é obrigada a guiá-los pela montanha e espera conseguir aguentar-se tempo suficiente até Calvin - o ex-namorado que ainda não conseguiu esquecer - poder encontrá-la.
Nada é o que parece nesta aventura nas paisagens inóspitas do Wyoming. Mason, um dos raptores, é estranhamente simpático para Britt. Já Shaun é claramente um homem perigoso.
Mas será Britt capaz de resistir à perigosa atração que Mason parece exercer sobre ela e, por fim, sobreviver?

Para mais informações sobre Perigo Irresistível, clique aqui

Sendo fã da saga Hush Hush da mesma autora (publicada pela Porto Editora) sempre quis ler Black Ice, uma vez que a autora tinha tantos admiradores em Portugal aguardei que chegasse por cá e não esperei muito pois chegou a 9 de julho com o nome Perigo Irresistível. 

Num registo completamente diferente Becca Fitzpatrick saiu de uma série de fantasia urbana YA para um stand-alone NA contemporâneo que é um dos meus géneros preferidos na actualidade. Apesar da curiosidade que tinha havia também algum receio, vi muitas opiniões contraditórias, cotações de 1 estrela no goodreads e não sabia bem o que esperar mas tentei baixar um pouco as expectativas e limpar a cabeça de negativismos e atirei-me na leitura.

Antes de mais devo dizer que a escrita da autora é bastante simples e a acção contínua fazendo com que a leitura fosse bastante fácil e rápida, porém tive alguns problemas com a tradução, apesar de ser feita num português perfeito, sem erros de qualquer tipo o certo é que me apanhei a reler algumas frases porque a sonoridade era estranha, coisas muito pequenas como começar uma frase com "O Jude" em vez de "Jude" ou "do Jude" em vez de "de Jude". São coisas minúsculas e como disse o português está 100% correcto mas soava de forma um pouco esquisita, tive que me abstrair para poder usufruir plenamente da leitura.

 A história é muito interessante acabando por nos agarrar mas é bastante obvia não deixando margens para surpresas, é tudo bastante evidente e desde meio do livro que adivinhei todo o enredo, não deixei de o apreciar é certo porém a previsibilidade fez com que lhe atribuísse apenas 3 em 5 estrelas no GR.

Gostei da forma como as personagens estavam construída, principalmente Shaun, Mason, Britt e Calvin mas tive muitos problemas com Korbie e a pseudo-amizade dela com Britt, elas são as piores melhores amigas da história da literatura. Nunca tinha lido duas melhores amigas com tanta mesquinhice, tanta competição inútil e ridícula. A personagem de Mason foi a mais interessante com mais pontos a explorar, foi também aquele que mais gostei, Britt teve claramente uma evolução durante a história, notou-se um amadurecimento da personagem ao longo da narrativa e também isso foi positivo.

De modo geral, gostei da história mas julgo que a autora deveria ter trabalhado de outra forma o enredo para manter o mistério até ao final, vou continuar a seguir Becca Fitzpatrick mas espero que o próximo livro seja mais surpreendente.






Este exemplar foi gentilmente cedido pela Porto Editora em troca de uma opinião honesta

Sem comentários:

Enviar um comentário