Crónicas de uma Leitora: Para Além da Meia-Noite | Lara Adrian | Opinião

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Para Além da Meia-Noite | Lara Adrian | Opinião

 
Aos dezoito anos, Corinne Bishop era uma jovem bela e cheia de vida, com uma existência privilegiada como filha adotiva de uma família com dinheiro. O seu mundo mudou no instante em que foi raptada e mantida prisioneira pelo malévolo vampiro Dragos. Despois de muitos anos de cativeiro e tormento, Corinne é salva pela Ordem, um grupo de guerreiros vampiros envolvidos numa guerra contra Dragos e os seus seguidores. Para além de a terem despojado da sua inocência, Corinne perdeu também parte do seu coração… a única coisa que lhe dava esperança durante o seu calvário e a única que lhe interessa agora que é livre.
O guerreiro Hunter é incumbido de proteger Corinne durante o seu regresso a casa. Um dos assassinos mais letais de Dragos, Hunter trabalha agora para a Ordem, e está empenhado em fazer com que Dragos pague pelos seus muitos pecados. Ligado a Corinne pelo seu mútuo desejo, Hunter terá de decidir até onde está disposto a chegar para acabar com o reinado de maldade de Dragos… mesmo que concluir a sua missão signifique despedaçar o terno coração de Corinne.

 Sigo atentamente esta série há cerca de 3 anos e fiquei completamente viciada desde os primeiros livros, o problema de sagas muito longas é que por vezes a autora deixa de ter a mesma qualidade e a história central acaba por se perder deixando-nos um pouco à deriva e com opiniões ambíguas. Porém há autoras de qualidade inegável e que continuam a surpreender-nos pela positiva e é o caso de Lara Adrian que com este livro só reforçou o sentimento de fidelidade para com esta série vampírica. 

Mais uma vez Adrian arrebata-nos com uma história de traição, sofrimento e amor, apresentando-nos um casal completamente diferente do que conheciamos até aqui. Corinne é, a par com as outras fêmeas da Raça, forte, decidida, com uma demanda que poderá provar-se suicida devido à sua teimosia. É Hunter que quebra barreiras, preconceitos, um macho completamente diferente do que estamos habituados, criado para ser uma máquina de guerra conseguiu surpreender pela sua astúcia, perspicácia e empatia. A sua relação com a pequena Mira mostrou-nos há muito que não é desprovido de sentimentos apenas não sabe como os gerir e foi estes pequenos vislumbres em livros anteriores que me deixou tão curiosa acerca desta personagem.

O final é arrebatador, absolutamente surpreendente deixando-nos ansiosos pelo próximo livro cujo protagonista, Chase, nos faz temer um futuro negro. Mais uma espera torturante pelo último volume desta série. Sim eu sei que há mais mas esta primeira parte termina com a história de Chase e estou desejosa de saber como vai acabar.

Lara Adrian está no top de romance paranormal com uma história coerente e interessante, uma narrativa sem espaços mortos nem com excesso de acção que poderia cansar o leitor e uma escrita rápida e objectiva sem floreados mas também sem a rudeza de outras autoras do género.





Este livro foi gentilmente cedido pela Quinta Essência em troca de uma opinião honesta.







Sem comentários:

Enviar um comentário