Crónicas de uma Leitora: Divulgação de Autores Portugueses - Mário Veloso

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Divulgação de Autores Portugueses - Mário Veloso






Biografia do autor

Mário Veloso nasceu em Coimbra corria o ano de 1984, cidade que o viu crescer e licenciar-se em Psicologia.

As letras e os livros sempre fizeram parte do seu caminho e a escrita uma paixão privada e que poucos conheciam. Apaixonado por viagens e pelos caminhos muito pouco lineares das emoções e do comportamento humano. Psicólogo por escolha pessoal e projecto de escritor por um qualquer acaso. Acredita que tudo pode ser (d)escrito , porém as palavras serão sempre aproximações à realidade.


Bibliografia
“Tons de vermelho”, publicado em 2015, é a sua primeira obra e o resultado de uma colectânea de textos que sendo seus, poderiam certamente fazer parte da vida de cada um dos leitores.






Página de facebook do livro: https://www.facebook.com/livrotonsdevermelho



Livro que o marcou
Falar de livros que me marcaram transforma-se numa tarefa difícil, uma vez que foram vários aos quais me vinculei definitivamente. Destaco "As Horas" de Michael Cunningham porque nos faz embarcar numa viagem emocional intensa à vida daquelas mulheres e que, por instantes, pode ser nossa igualmente. Defini-lo como fabuloso é pecar por defeito.

Autor preferido
O meu autor preferido é qualquer um cuja obra tenha ressonância em mim, contudo um dos meus preferidos é indiscutivelmente José Saramago.

Um livro que recomendaria a sua leitura e qual o motivo
Recomendaria "A Sombra do Vento" pela forma magistral como Zafón nos conduz por uma Barcelona desconhecida e pela alma que empresta a cada personagem. Um dos melhores livros que já li e que indico sempre que me pedem uma opinião sobre que livro devem comprar.

Escrever faz-lhe sentir...
Escrever é um processo de catarse. É uma forma muito pessoal de gerir emoções e de as passar para uma página. É simultaneamente um vício e um prazer.

Umas palavras aos leitores
Espero que consigam mergulhar nas estórias narradas no Tons de Vermelho e que não fiquem indiferentes às palavras e às vivências emocionais descritas. Espero sobretudo que sejam também vossos estes Tons de Vermelho. Boas leituras... sempre.

Sem comentários:

Enviar um comentário