Crónicas de uma Leitora: A Ilha das Três Irmãs de Nora Roberts, [Opinião]

quinta-feira, 21 de maio de 2015

A Ilha das Três Irmãs de Nora Roberts, [Opinião]



Para mais informações acerca deste livro, clique AQUI


Trilogia das Três Irmãs - 1º vol. 

Quando Nell Channing chega à acolhedora Ilha das Três Irmãs, acredita que finalmente encontrou um refúgio do seu marido violento... e da vida horrível que levara nos últimos anos. Mas mesmo nesse lugar calmo e distante, Nell nunca se sente inteiramente à vontade. Escondendo cuidadosamente a sua verdadeira identidade, aceita um lugar como cozinheira num café e começa a explorar os seus sentimentos pelo simpático xerife da ilha. Mas há uma parte de si que ela nunca lhe poderá revelar, pois tem de guardar alguns segredos se quer manter o passado longe de si. Uma palavra a mais... e a sua nova vida tão cuidadosamente montada pode despedaçar-se. E quando Nell começa a questionar-se se alguma vez será capaz de se libertar do seu medo, apercebe-se de que a ilha sofre de uma terrível maldição que só pode ser desfeita pelas descendentes das Três Irmãs: as bruxas que se instalaram na ilha em 1692. Então, com a ajuda de outras duas mulheres talentosas e determinadas ? e com os pesadelos do passado a atormentarem-na constantemente ? ela tem que encontrar a força para salvar o seu lar, o seu amor e a sua vida.



Apesar de tantos livros e ebooks por ler, optei por ler este livro pela segunda vez. Este foi o segundo livro que li da autora Nora Roberts e o tema da violência doméstica foi realmente fator decisivo para ter adquirido esta trilogia há já alguns anos uma vez que «mexe» comigo. O fato de se debruçar sobre o recomeço da vida de Nell, num local totalmente novo, do zero, como que renascendo das cinzas, também me seduziu bastante. Quem nunca desejou fazer isso, partir, largar tudo e reinventar-se num local totalmente desconhecido... algures na nossa estória de vida, todos já nos sentimos assim!

Nell Channing chega À Ilha das Três Irmãs com pouca bagagem mas deveras pesada, trazendo consigo um passado que a assombra mas ao qual decidiu voltar as costas. Um ex-marido extremamente abusivo e que, aos olhos dos outros, seria um perfeito gentleman... quantas estórias iguais a esta, acontecem todos os dias? A violência doméstica não anda de mãos dadas com a pobreza neste livro, hoje em dia existem várias campanhas para alertar os jovens que o namoro não é nem deve ser abusivo e que o ciúme não dá o direito de magoar a pessoa que se encontra ao nosso lado. Com este livro, Nora Roberts explorou o tema de uma forma realista o que nos faz pensar um pouco para além das evidências.

Na ilha Nell conhece Mia, uma bruxa que de alguma forma, se apercebe das cicatrizes que Nell trás consigo e toma-a como sua protegida. Claro que num mundo real, dificilmente no mesmo dia Nell teria a sorte de chegar, empregar-se e receber uma casinha charmosa para viver da parte de Mia, no entanto a leitura tem como um dos principais objetivos o prazer... deixemos a realidade para o horário de trabalho!

A Ilha das Três Irmãs foi fundada por três irmãs que neste romance acabam por ser representadas por uma tímida Nell, por uma carismática Mia e por uma reticente Ripley. Se por um lado Nell desconhece a magia mas deixa-se conduzir por ela de forma a torná-la mais forte, Ripley foge desta como se fosse uma fraqueza de sua parte. Apenas Mia a abraça de forma natural assumido-a como algo tão natural como respirar, contrabalançando a insegura Nell e a obstinada Ripley. Cada personagem tem caraterísticas diferentes e únicas que acabam por se complementar umas às outras.

Adorei a descrição do Café dos Livros, ohhhhh como eu adorava ter um Café dos Livros onde daria asas aos meus dois vícios mais antigos... Tenho a noção que possivelmente não serei a única a pensar deste modo!



Esta é uma daquelas trilogias que dificilmente deixamos a leitura a meio, uma vez que os três livros, embora com tramas diferentes, sucedem-se de uma forma fluída e muito bem escrita. A magia éo ingrediente chave dos livros, a par e passo com os três romances apimentados e que a autora tão bem nos habituou!

Sem comentários:

Enviar um comentário