Crónicas de uma Leitora: Divulgação de Autores Portugueses - Nuno Ferreira

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Divulgação de Autores Portugueses - Nuno Ferreira








Biografia:
Nuno Ferreira nasceu a 18 de Julho de 1985. Cresceu e viveu até hoje no concelho de Vila Nova da Barquinha, terra que inspira e alimenta a sua criatividade. No ano de 2009 licenciou-se em Gestão de Recursos Humanos e Comportamento Organizacional pelo Instituto Politécnico de Tomar. De forma amadora, pratica teatro, danças de salão, integra um grupo tunante e pontualmente interage como apresentador em belíssimas sessões de fado dentro da associação onde colabora. Apesar de as artes o envolverem desde muito jovem, foi sempre a literatura que lhe encheu as medidas e Espada Que Sangra, o seu primeiro romance, é a prova de como ele é capaz de nos seduzir com a sua escrita.


Bibliografia
"Espada que Sangra", Saga Histórias Vermelhas de Zallar #1 publicado em Setembro de 2014

http://www.wook.pt/ficha/espada-que-sangra/a/id/15869710?a_aid=54ddff03dd32b



Página de facebook: https://www.facebook.com/nunoferreiraoficial
Blogue: http://www.noticiasdezallar.wordpress.com
Site: http://www.nuno-ferreira.eu



Livro que o marcou
 Apesar de o meu livro preferido ser "A Chave para Rebecca" de Ken Follett, o que mais me marcou foi "Os Miseráveis" de Victor Hugo, essencialmente pelos sentimentos que ele desperta em nós. Apaixonei-me por esse livro era ainda um garoto que se comovia com facilidade

Autor preferido
Tenho um autor preferido para cada género. Stephen King no terror, John le Carré na espionagem, Agatha Christie no policial, Fernando Pessoa na poesia, George R. R. Martin e Scott Lynch no género fantástico, Dan Brown nos thrillers de investigação. De todos é King aquele que eu destaco, porque foi uma surpresa enorme para mim quando o comecei a ler.



Um livro que recomendaria a sua leitura e qual o motivo
O meu. Para além dele, recomendo sem dúvida "As Mentiras de Locke Lamora" de Scott Lynch porque é, simplesmente, um livro delicioso. Tem fantasia, ação, inteligência e um humor fascinante.

Escrever faz-lhe sentir... 
Realizado. Faz-me sentir apaixonado por mim próprio e isso é algo que todas as pessoas deviam sentir.

Umas palavras aos leitores

Nunca deixem de ler e dêem uma oportunidade à fantasia não-juvenil e à boa ficção científica. E acima de tudo, nunca deixem de sonhar.

Sem comentários:

Enviar um comentário