Crónicas de uma Leitora: A Bela e o Vilão | Julia Quinn | Opinião

segunda-feira, 13 de abril de 2015

A Bela e o Vilão | Julia Quinn | Opinião

Para mais informações sobre A Bela e o Vilão clique aqui

Sempre que sai um novo livro de Julia Quinn entro numa espécie de frenesim até lhe deitar a mão e leio-o geralmente com uma avidez usual de quem adora a autora. Como podemos não adorar? Esta maravilhosa família foi criada com o único intuito de nos apaixonarmos perdida e irrediavelmente por todos e cada um deles, desde a mãe Violet aos seus oito filhos. Homens e mulheres de caracter forte, decidido e apaixonante.

Não consigo imaginar ler um livro desta saga e ficar desagradada, o certo é que Quinn consegue deixar-nos deliciadas com a forma como entrelaça todas as história, ficando aquele sorriso de cumplicidade quando vemos acontecimentos de outros livros se intrometerem naquele que temos em mãos. 

Este livro retrata a jovem Francesca, personagem um pouco à parte do resto da família, nunca se destacou muito o que faz com que de algum modo consigamos perceber porque parte da história é passada longe dos restantes Bridgerton. Conhecemos Francesca casada e feliz e acompanhamo-la durante o falecimento do seu amado esposo e o periodo de luto. Apiedamo-nos da sua dor pois a perda é maior do que aquela que imaginamos de inicio. Mas esta é também a história de Michael e acompanhamos os seus pensamentos (alguns com uma certa dose de piada) sobre a sua paixão pela mulher do primo. Michael é um personagem fabuloso, confesso que no final já tinha um fraquinho por ele. Adorável.

Além de ter delirado com mais um capitulo da saga desta familia, de ter conhecido um pouco melhor Francesca e de ter ficado viciada na sua história, gostei igualmente do facto de vermos um Colin Bridgerton na fase de pedido de casamento a Penelope (livro 4 - A Grande Revelação) e mais tarde temos conhecimento da fuga de Eloise (livro 5 - Para Sir Philip com Amor). Também foi girissimo vermos uma Hyacinth mais crescida e muito inquisitiva, perspectivando um livro divertidissimo (livro 7 - ainda não publicado em Portugal).

Ler um livro de Julia Quinn é revisitar uma família que adoramos, a forma leve e divertida da sua escrita leva-nos a ficarmos perdidos no tempo e nos espaço e por momentos chegamos a pensar que estamos de facto em 1824. Quem acompanha esta série de certeza não vai deixar de ler este livro, uma deliciosa história de amor que nos enternece. É quase impossível continuar a arranjar formas de enaltecer a autora depois de tantos livros já publicados sem parecermos repetitivos. Adoro, é uma das minhas preferidas do género, poderei mesmo dizer que os seus livros são imperdíveis. Quem ainda não se atreveu só tenho a dizer, peguem no primeiro e só descansarão quando chegarem ao final deste...

2 comentários:

  1. Até diria que vais amar o da Hyancith, mas como andamos trocadas... tenho medo de me comprometer >.<

    ResponderEliminar
  2. claro que vou amar, nem tenho dúvidas nenhumas :D

    ResponderEliminar