Crónicas de uma Leitora: Uma semana para te amar | Monica Murphy | Opinião

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Uma semana para te amar | Monica Murphy | Opinião

Para mais informações sobre este e outros livros, clique aqui


Sinopse:
Temporária. É a palavra que melhor descreve a minha vida nos últimos anos. Sou a mãe temporária do meu irmão mais novo, já que, aparentemente, a nossa mãe não quer saber de nós. Tenho um trabalho temporário num bar, pelo menos até conseguir arranjar outra coisa. E sou a namorada temporária que todos os rapazes querem ter, porque me deixo seduzir facilmente. Ou, pelo menos, é o que dizem os rumores.
Sou neste momento a namorada temporária do Drew Callahan, lenda da equipa de futebol da universidade e de quem toda a gente gosta. Ele precisava de alguém que fingisse ser sua namorada durante uma semana. Em troca de dinheiro. Muito dinheiro.
Levou-me para o seu mundo falso, onde toda a gente me detesta e onde toda a gente quer alguma coisa dele. Mas a única coisa que o Drew parece querer… sou eu.
Já não sei em que acreditar. Tudo o que eu sei é que o Drew parece precisar muito de mim. E eu quero estar lá para ele. Para sempre.



Como já referi a imensas pessoas em inúmeros comentários, incluindo na opinião que fiz ao livro "Um Caso Perdido" que aquele foi para mim um dos livros do ano, não pensei que depois dele encontrasse outro livro que me marcasse tanto, bom a verdade é que não encontrei mas "Uma Semana para te Amar" ficou lá perto, tendo como único "defeito" ser tão pequeno.

Em cerca de 200 páginas Monica Murphy apresenta-nos uma arrebatadora história de amor e trauma, sofrimento e culpa, uma familia destroçada por uma tragédia e outra desfeita por negligência. Com personagens excelentemente caracterizadas, cenários familiares avassaladores e chocantes, uma escrita simples e fluída, esta é uma leitura que vicia sendo impossível largar.

O inicio de cada capítulo tem uma citação (por vezes dos protagonistas) e a visão da história vai alternando entre Fable e Drew sendo contado na primeira pessoa o que nos dá acesso a todos os pensamentos e sentimentos dos personagens. A autora conseguiu separar com eficácia a "voz" de ambos na história o que é sem dúvida um ponto a favor.

Apesar do cliché menina pobre e rapaz rico, Fable não é nenhuma tolinha virgem, é uma jovem inteligente, perspicaz e trabalhadora, responsável e mais atinada do que parece à primeira vista. Também Drew não é bem o menino "bem" que parece tendo um segredo negro que o consome, vamos lentamente descobrir quem ele é o que esconde.

Este é o típico livro que se lê num fôlego, não apenas por ter poucas páginas mas por ter uma história viciante, personagens cativantes e segredos aterradores. Não se consegue parar de ler.

4 comentários:

  1. Olá Vera :)

    Gostei muito de ler a tua opinião! Fiquei sem dúvida curiosa, por isso acho que vou acrescentar à minha já grande lista :)

    Beijinhos,
    Rosana

    ResponderEliminar
  2. Concordo totalmente com a opinião, até já referi no meu bog que em vários aspectos, até o montante acordado entre eles, é exactamente o mesmo de Pretty Woman, tem várias semelhanças.

    É uma história realmente fixe, sem lamechice, e estou muito curiosa por ler mais livros da autora :)

    ResponderEliminar
  3. Olá minha linda.
    Acabaste de me dar mais um título para a minha whislist. Fiquei com tanta vontade de ler!!!!
    E gosto do facto de ter só 200 páginas.
    Parece que não vou fazer muitas poupanças este ano!
    Beijocas e obrigada pela partilha

    ResponderEliminar
  4. Acabei de o ler ontem a noite, Adorei... eu livro que nos capta atenção desde a primeira pagina e não queremos parar de ler. Já encomenda o segundo livro desta colecção. Estou ansiosa para saber como continua esta historia.
    Obrigado :)

    ResponderEliminar