Crónicas de uma Leitora: "Eu, Alex Cross" de James Patterson [Opinião]

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

"Eu, Alex Cross" de James Patterson [Opinião]


Para mais informações clique aqui

 

Sinopse:
Um crime macabro. Alex Cross acaba de prometer à família que irá estar mais presente nas suas vidas quando recebe a notícia chocante de que a sua sobrinha foi barbaramente assassinada. Determinado a descobrir o criminoso, depressa percebe que ela estava envolvida num esquema de acompanhantes de luxo que concretizavam as fantasias dos homens mais poderosos de Washington, DC. E ela não foi a única vítima.
Um assassino infiltrado no poder. A caça ao assassino leva o detetive e a sua companheira, a detetive Bree Stone, a entrarem num mundo a que só os mais ricos e poderosos têm acesso. À medida que se aproxima da verdade, Alex Cross descobre segredos que poderão fazer tremer o mundo inteiro. Uma coisa é certa: quem está nesse círculo restrito tudo fará para manter os seus segredos bem guardados.
Conseguirá Alex Cross sobreviver ao seu mais arrepiante e pessoal caso de sempre? Com uma ação alucinante e reviravoltas imprevisíveis, o novo caso do detetive mais admirado em todo o mundo traz-nos momentos de suspense que só James Patterson consegue proporcionar.




Não é novidade para ninguém que James Patterson é um dos meus autores preferidos e que “Alex Cross” a minha saga preferida do autor. Adoro o facto de o autor me conseguir sempre surpreender, e partindo de temas atuais, neste caso a politica nos EUA,  a prostituição de luxo e mesmo assim conseguir transformar numa história nova e numa situação retratada de uma maneira nunca abordada .

Como em todos os livros da saga, é possível ler-se este sem ler os anteriores (até porque nem todos os livros desta saga foram editados em Portugal), mas quem tiver a possibilidade de pelo menos ler os outros livros editados pela Topseller sempre ajuda a compreender melhor  o contexto familiar do detetive.
Neste volume Alex Cross é confrontado, no dia do seu aniversário, com a morte macabra da sobrinha que não via há mais de 20 anos, e ,cujo reconhecimento só foi possível através de testes de ADN aos restos mortais. Numa procura pela verdade, Alex Cross descobre que a prostituição de luxo e o Senado estão interligados á morte da sobrinha, e que altas esferas estão a tentar abafar os acontecimentos.
Simultaneamente a vida familiar do detetive também se complica com  "Nana", como carinhosamente é tratada a avó de Alex,  internada no hospital. Bree, a detetive que também é  namorada de Alex, fica a braços com a crise pessoal e familiar dos Cross, enquanto o detetive, mesmo contra indicações dos seus superiores, tenta descobrir a verdade.

As personagens deste livro vão sendo enquadradas ao ritmo alucinante da narrativa, os capítulos curtos característica do autor a isso ajudam, as personagens principais neste livro são o Alex Cross, Nana, e Zeus, o assassino que se acha superior a tudo e todos, são personagens complexas, existindo uma maturação da vida familiar de Alex Cross com Bree.

Recomendo esta leitura a todos os leitores de policiais e thrillers, a quem quiser descobrir o ritmo alucinante de James Patterson ou simplesmente a quem quiser um bom livro.

Sem comentários:

Enviar um comentário