Crónicas de uma Leitora: Opinião| "Diário de uma obsessão" | Claire Kendal

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Opinião| "Diário de uma obsessão" | Claire Kendal



Para mais informações clique aqui

Sinopse:
Clarissa está cada vez mais assustada com o seu colega Rafe. Ele não a deixa em paz e recusa-se a aceitar “não” como resposta. Está sempre presente.

Ser convocada para ser jurada é um alívio. A sala do tribunal é um abrigo seguro, um lugar onde Rafe não pode estar. Mas à medida que uma narrativa de rapto e violação se desenrola, Clarissa começa a ver paralelismos entre a sua situação e a da jovem na barra das testemunhas. Se quer sobreviver, Clarissa terá que expor o seu perseguidor. Ao desenredar o macabro e perverso conto de fadas que Rafe teceu em torno deles, descobre que o final que ele visiona é mais aterrador do que ela poderia alguma vez imaginar. Mas como é que alguém pode proteger-se de um inimigo que mais ninguém consegue ver?




Claire Kendal conseguiu transpor para papel o inferno que muitas mulheres (e alguns homens) vivem. Consegue transmitir simultaneamente uma mensagem de alerta e alguns (bons) conselhos a seguir em situações semelhantes de perseguição e obsessão.

Clarissa é uma mulher madura (na casa dos trintas), inteligente e bonita, secretária numa universidade, saiu de um relacionamento "doloroso" há pouco tempo quando se vê como alvo de uma obsessão de um professor, colega da universidade. Quando é chamada para ser jurada vê uma oportunidade de poder se afastar do mesmo, Rafe, e de toda a atenção que este lhe dedica, mas Rafe está decidido a conquistar Clarissa pelos seus próprios meios.

Existem várias personagens ao longo do livro, mas confesso que fiquei surpresa com a capacidade da autora conseguir recriar a vitima e o seu perseguidor, que apesar de serem personagens complexas, se vão dando a conhecer ao longo da narrativa. As acções e reacções devidamente justificadas no passado, sem excessos, mas de uma realidade assustadora.

Com uma narrativa fluída e clara, á medida que o julgamento, onde Clara é jurada,  vai decorrendo,  a similaridade das situações vividas por Claire e a vitima tornam-se evidentes, o medo, o desespero, a vontade de ultrapassar este obstáculo vão fazendo parte de nós e dei comigo a desejar que Clarissa conseguisse ultrapassar a situação.

É um livro altamente viciante que todos os apaixonados de thrillers psicológicos deveriam ler, recomendo a sua leitura sobretudo a todas as mulheres, porque é uma lição de vida e estas nunca são demais. 
Ao acompanhar esta narrativa inebriante poderão estar também a aprender algumas dicas, que quem sabe não virão a fazer jeito aos próprios ou a alguma amiga (ou amigo).


Sem comentários:

Enviar um comentário