Crónicas de uma Leitora: "Tatuado em mim" de Samantha Young [Opinião]

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

"Tatuado em mim" de Samantha Young [Opinião]

Sinopse

Jo quer manter a sua vida secreta, para ela os namorados são apenas adereços. Até ao dia em que conhece Cameron, e o seu mundo é abalado até ao âmago... A vida de Jo não é fácil. O pai abandonou-a há muito, a mãe é alcoólica e é ela quem tem de sustentar a família – e proteger o irmão mais novo, a quem se dedica por inteiro. Apostada em manter o seu mundo secreto, evita envolver-se demasiado com os homens com quem se cruza. Tem um namorado atencioso e com uma recheada conta bancária. E julga que não precisa de mais nada... Porém, numa exposição em Londres, Jo conhece Cameron MacCabe, um designer tão arrogante quanto irresistível. Loiro, viril, muito mais novo do que ela, é um aventureiro, que pouco se preocupa com dinheiro ou empregos fixos. E ainda por cima tem os braços todos tatuados – e como ela odeia tatuagens! Mas Cameron vai entrar na vida de Jo, quer ela queira, quer não. Começa a trabalhar no bar onde ela trabalha. E como se não bastasse, mudas-se para o apartamento mesmo por baixo do dela. A química entre os dois é impossível de reprimir, e Cameron está decidido a quebrar, uma por uma, as barreiras atrás das quais Jo se esconde. Ela tenta resistir-lhe, mas por mais que se esforce em guardar para si uma vida de segredos e mentiras, Cameron não vai desistir...


Curiosa com o segundo livro desta autora, confesso que de inicio me custou a entrar um pouco na história. Os personagens não me conseguiram agarrar por os achar demasiado superficiais, mas assim que o enredo se começou a desenrolar, a minha opinião mudou completamente e quando dei por mim, estava viciada no livro.

Vamos até Edimburdo, na fria Escócia, 

Jo, amiga e colega de trabalho de Joss que conhecemos em "Não te conto o meu segredo" (o primeiro livro desta autora), trabalha em 2 sitios distintos para poder sustentar a mãe alcóolica e uma irmão menor. O pai abusador, esse nem sequer faz parte da vida deles. Sem conseguir aguentar todas as despesas, Jo sempre tentou arranjar namorados que a pudessem ajudar financeiramente, mas nunca se ligou emocionalmente a nenhum. Até aparecer Cam. O oposto de todos os namorados que teve até então. Embora extremamente atraente, não é rico nem tem um emprego de sonho. Acabou de ficar desempregado e sem casa. No entanto a atracção é fulminante entre os dois. Mesmo sentindo-se , extremamente e estranhamente atraída por ele, Jo não quer ceder afinal ela tem um namorado rico, que gosta dela e que lhe dá tudo o que precisa.... menos a paixão. Jo e Cam, vão fazer tudo por não se envolverem um com o outro, mas a tentação é muita. Ambos com segredos que os atormentam, terão de percorrer um longo caminho e que poderá não ir na direcção que ele desejam.

De inicio, os personagens de Jo e Cam, irritaram-me. Ela superficial, sempre em busca de um homem com dinheiro, nunca ficando com um tempo suficiente para o poder conhecer ou gostar verdadeiramente dele. A sensação que tinha era que era uma interesseira. Até ficar a conhecer um pouco mais sobre as razões dela.

Cam, um atraente designer gráfico, desempregado, com tatuagens e com a mania de fazer juizos de valor sem conhecer as pessoas. Até o conhecermos melhor e aí torna-se um personagem apaixonante.

Escrito de forma descontraída, torna-se verdadeiramente viciante conforme vamos avançando cada vez mais no livro. Com uma componente erótica que também já nos foi apresentado no primeiro volume, é um romance terra-a-terra muito actual e com assuntos como, por exemplo a violência doméstica.

Sem comentários:

Enviar um comentário