Crónicas de uma Leitora: Curiosidades [Especial Halloween]

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Curiosidades [Especial Halloween]


A tradição das "Jack O'Lantern" no Halloween foi levada pelos irlandeses para os Estados Unidos. Inicialmente não eram abóboras que se esculpiam pois este fruto não existia na Irlanda.

A Lenda de Stingy Jack e de Jack O'Lantern

A lenda de Jack O'Lantern é antiga na na História da Irlanda, girando a maioria das história à volta de Stingy Jack. A mais popular é a seguinte:

Stingy Jack era um velho alcoólico e miserável que se divertia a pregar partidas a toda a gente: familia, amigos, a mãe e até o próprio diabo. Um dia enganou o Diabo de forma a fazê-lo subir a uma macieira, quando este subiu Jack gravou uma cruz no tronco da árvore e obrigou o Diabo a promete que não levaria a sua alma quando morresse. Quando o Diabo fez a sua promessa, Jack retirou a cruz da macieira deixando-o descer.

Anos mais tarde, quando morreu e chegou às portas do Céu, São Pedro disse-lhe que ele tinha sido mau e cruel, que tinha levado uma vida miserável e sem valor na terra não o autorizando a entrar no céu.
 
Assim, Jack foi até ao Inferno e o Diabo cumpriu a sua promessa de não o deixar lá entrar. Assustado, Jack não tinha para onde ir,  pois teria de vaguear às escuras entre o Céu e o Inferno para sempre. Perguntou ao Diabo como iria partir se não tinha luz e este atirou-lhe uma brasa do fogo do Inferno para o ajudar a ver o caminho. Jack tinha um nabo com ele pois era uma das suas comidas preferidas e andava sempre com um. Então, fez um buraco no nabo e colocou lá a brasa. Desde esse dia Stingy Jack vagueia pela terra sem descanso, iluminando o seu caminho com o "Jack O'Lantern".

Os irlandeses esculpiam nabos, batatas, beterrabas, etc sendo estes os Jack O'Lanterns originais. Porém quando uma vaga de emigrantes irlandeses foi para os Estados Unidos em 1800's descobriu que as abóboras não só eram maiores como mais fáceis de esculpir.
 


fonte: http://www.pumpkinnook.com/facts/jack.htm

Sem comentários:

Enviar um comentário