Crónicas de uma Leitora: "Amanhecer ao Luar" de Jude Deveraux [Opinião]

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

"Amanhecer ao Luar" de Jude Deveraux [Opinião]







Sinopse

Com esta nova trilogia situada na bela povoação de Edilean, na Virgínia, Jude Deveraux conta-nos a história de três jovens mulheres, melhores amigas da faculdade, das suas vidas, dos seus amores e dos sonhos que pretendem realizar. 
Por sugestão da sua grande amiga Kim, Jecca Layton deixa de lado o mundo da arte de Nova Iorque para passar o verão entregue à sua paixão, a pintura, enquanto desfruta da unida comunidade artística de Edilean. O primo de Kim, Tristan Aldredge — o atraente e dedicado médico da povoação — sente há anos uma profunda atração pela «irmã» universitária da prima, embora até então só a tenha visto uma vez na vida; agora, Jecca sente-se cativada pelos encantos deste homem forte e sensível num verão de prazer sensual. Porém, quando as nuvens negras anunciam o regresso de Jecca à «vida real» e à grande cidade, os amantes devem tomar uma decisão: poderão sobreviver à separação? E qual dos dois sacrificará parte dos seus sonhos para poderem continuar juntos?






Mais um romance fabuloso desta excelente autora e com ele inicia-se mais uma Trilogia passada em Edilean. Neste ficamos a conhecer Jecca e Kim.

Quando Kim, convida uma das suas melhores amigas de faculdade, Jecca, para ir passar 3 meses de verão a Edilean para dar largas à sua arte e pintar, esta nem olha para trás. A sua patroa na galeria acabou de ir de "férias" prolongadas, e resolveu fechar a galeria durante o verão e não podia haver melhor altura para se ausentar. La irá conhecer Tristian, um atraente médico que tem uma paixão secreta por ela, desde que a conheceu 7 anos antes, mas que ela desconhece. Aos poucos, e sem saber como, ela vai-se deixar envolver por este homem com uma imaginação sem limites. Mas Jecca está determinada a voltar a Nova Iorque, onde quer continuar a trabalhar em arte e expor as suas telas, e o envolvimento com Tris só lhe irá trazer desgostos, pois este não faz tensões de sair de Edilean. E depois ainda há Reede, irmão de Kim e por quem Jecca se sente atraída há anos. 

Não nos podemos também esquecer de Lucy e Miss Livie,  duas mulheres com meio século de vida, que embora com um papel secundário no romance não deixam de contribuir para toda a trama. Também elas com muitos segredos e um passado por revelar, tornam-se amigas e confidentes de Jecca.

As personagens estão bem estruturadas e muito bem descritas. Em poucas frases conseguimos, com facilidade imaginar cada uma delas à nossa frente. O único senão que ponho em Jecca e Tristian é que os acho demasiado "perfeitos". Atraentes de fazerem parar o transito, com carreiras promissoras, sem mau feitio, são demasiado bons para serem reais. Acho que, em todo o romance, nunca se zangaram e encaixaram um no outro na perfeição. Os secundários, sim, são pessoas reais, com defeitos e qualidades, com o respectivo mau feitio ou altivez. 

De resto, é um livro que se lê de um ápice. Dei por mim muitas vezes a pensar: "só mais um capítulo. Hmm.. já agora, só mais uma página...." Quando dei por mim, o livro estava no fim.

Jude Deveraux, consegue mais uma vez transportar-nos para a idílica Edilean, onde todos se conhecem e toda a gente é família. Um local quase paradisíaco que nos dá vontade de visitar.
Escrito de forma descontraída, com o toque de humor tão característico desta autora, é uma leitura excelente que recomendo sem qualquer entrave.

Sem comentários:

Enviar um comentário