Crónicas de uma Leitora: Pecado, de Sylvia Day [Opinião]

terça-feira, 10 de junho de 2014

Pecado, de Sylvia Day [Opinião]


Sinopse:
Numa noite quente de verão, a apenas algumas horas do seu casamento, a discreta Lady Jessica Sheffield testemunhou uma cena da qual nunca irá recuperar. Vê o jovem Alistair Caufield numa cena ferozmente íntima com uma mulher muito mais velha. Chocada, mas estranhamente excitada, ela manteve silêncio sobre o que viu, e caminhou até ao altar como esperado. Mas, ao longo de anos de um casamento sereno e normal, a imagem de Caulfield continuou na sua imaginação, alimentando sonhos muito ilícitos...
Alistair fugiu da tentação da debutante recatada com o fogo da paixão nos olhos para as Índias Ocidentais. Enquanto comerciante bem-sucedido,tem pouco em comum com o jovem libertino que ela conhecia. Mas quando, sete anos depois, a recém-viúva Jessica sobe a bordo do seu navio para uma viagem até à Jamaica, os sete anos de prazeres negados são mantidos em xeque apenas por algumas camadas de seda… e pela certeza de que renderem-se irá consumir os dois...


Descobrir que Sylvia Day pode surpreender-me pela positiva foi extremamente agradável, depois de dispensar a série "Crossfire" sem pensar duas vezes e depois de ter experimentado um livro da autora na vertente "romance paranormal" que muito me desagradou a verdade é que neste momento estou fã. Sou viciada em romances sensuais de época e esta foi uma leitura que me agradou imenso.

Pecado conta a história de Lady Jessica Sheffield uma jovem prestes a casar-se com um homem de bem mas que assiste a uma cena bastante imprópria e muito erótica entre um cavalheiro e uma dama mais velha, este episódio não lhe sai do pensamento durante os sete felizes anos que duram o seu casamento e culminam com a morte do seu esposo. Por forma a atenuar a dor da sua perda Jessica embarca numa viagem até à Jamaica para ver a plantação deixada em testamento pelo marido, aqui reencontra o homem que lhe assombrou os pensamentos e vive uma paixão intensa e escaldante.

Paralelamente vamos seguindo a história da irmã mais nova de Jessica, Hester cujo casamento passa por momentos verdadeiramente tensos.

Sylvia Day consegue construir uma fantástica história com temas bastante interessantes, a violência doméstica que tanto acontece entre pais e filhos como dentro do casamento está bastante parente aqui, fala também levemente sobre a escravatura e passa pela infertilidade e na necessidade de herdeiros para os títulos nobres. O romance e o erotismo estão entrelaçados e as descrições dos momentos mais quentes estão extremamente bem escritos.

Com uma escrita muito acessível, um enquadramento excelente na época que nos coloca dentro da trama, personagens deliciosas que muito me agradaram e uma história de tirar o fôlego a autora conseguiu angariar mais uma fã ao seu já extenso rol. Recomendo sem dúvida a sua leitura a todos os amantes de livros sensuais de época, é muito bom!

Deixo apenas a nota que este livro foi oferecido pela Quinta Essência a algumas fãs da página do facebook como agradecimento pelo apoio, assim que vi a sua divulgação fiquei logo cheia de vontade de o ler por isso quando ele chegou cá casa delirei, ainda para mais veio com uma nota muito simpática das responsáveis pela editora. Muito obrigada por agraciarem os fãs com gestos tão simpáticos que nos fazem adorar cada vez mais a Quinta Essência.

Sem comentários:

Enviar um comentário