Crónicas de uma Leitora: "Inferno" de Dan Brown (Opinião)

terça-feira, 11 de março de 2014

"Inferno" de Dan Brown (Opinião)







Para mais informação clique aqui

Sinopse:

«Procura e encontrarás.»

É com o eco destas palavras na cabeça que Robert Langdon, o reputado simbologista de Harvard, acorda numa cama de hospital sem se conseguir lembrar de onde está ou como ali chegou. Também não sabe explicar a origem de certo objeto macabro encontrado escondido entre os seus pertences.

Uma ameaça contra a sua vida irá lançar Langdon e uma jovem médica, Sienna Brooks, numa corrida alucinante pela cidade de Florença. A única coisa que os pode salvar das garras dos desconhecidos que os perseguem é o conhecimento que Langdon tem das passagens ocultas e dos segredos antigos que se escondem por detrás das fachadas históricas.

Tendo como guia apenas alguns versos do Inferno, a obra-prima de Dante, épica e negra, veem-se obrigados a decifrar uma sequência de códigos encerrados em alguns dos artefactos mais célebres da Renascença - esculturas, quadros, edifícios -, de modo a poderem encontrar a solução de um enigma que pode, ou não, ajudá-los a salvar o mundo de uma ameaça terrível…

Passado num cenário extraordinário, inspirado por um dos mais funestos clássicos da literatura, Inferno é o romance mais emocionante e provocador que Dan Brown já escreveu, uma corrida contra o tempo de cortar a respiração, que vai prender o leitor desde a primeira página e não o largará até que feche o livro no final.










Sou fã de Dan Brown e por isso estava preparada para uma grande aventura mesmo depois de ler muitas opiniões negativas, maioritariamente designado a leitura como  "mais do mesmo".

Para começar devo referir que adoro a capa dura do livro, chama a atenção mesmo a quem não saiba quem é o autor e do que se trata o livro.

Quero também referir que este livro foi uma surpresa para mim, o que é de estranhar uma vez que é o 5º livro que leio do autor, eu explico quando iniciamos a leitura a acção já vai a meio, e a longo do livro vamos descobrindo o que se passou com o famoso professor Robert Langdon.
Confesso que após a leitura de 300 páginas e apesar de estar a gostar da leitura, já lhe estava a atribuir 3 estrelas em 5.... No meu ponto de vista, o autor exagerou um pouco nas descrições das obras de arte e monumentos, no entanto e uma vez que este livro aborda Dante e vários monumentos italianos (e não só), penso que a abordagem era necessária para o enquadramento.

Este livro não trouxe novidades no que confere á personagem do professor Robert Langdon consolidando a imagem que já tinha das outras obras do autor, mas apresenta-nos uma personagem rica e complexa na pele de Sienna Brooks, uma jovem prodígio cujo QI elevado a levou a afastar-se de tudo e de todos.

  O transumanismo e a sobrepopulação são temas abordados e aprofundados neste livro e que nos deixam a pensar profundamente no rumo da humanidade, são também as bases que guiam o "vilão" da história, inspirado na obra de Dante "A Divina Comédia" .

Mas o melhor está na segunda parte do livro, onde as reviravoltas se sucedem prendendo o leitor á acção, querendo salvar o mundo e tendo-me feito dar 4 estrelas em 5, a este livro.

Recomendo vivamente a leitura.

2 comentários:

  1. eu com o Dan Brown tenho uam relação de amor ódio.. adorei o Código Da Vinci, mas depois li outro livro que me emprestaram e achei que ia tudo pelo mesmo.. não sei.. se calhar tenho que lhe dar outra oportunidade...
    * maryredhair *

    ResponderEliminar
  2. O Codigo Da Vinci, Anjos e Demónios e A Conspiração são muito "semelhantes" apesar de histórias diferentes.
    O símbolo Perdido tem a mesma "linha de raciocínio", já o Fortaleza Digital, é totalmente diferente dos demais.
    Inferno é diferente, porque a acção começa abruptamente , se baseia na obra de Dante, mas continua com o profesor Robert Langdom... :-)
    Sugiro a leitra do Inferno ou da Fortaleza Digital, pessoalmente preferi o Inferno, mas são ambos livros mais fora da linhas dos 3 primeiros ;-)
    Helga

    ResponderEliminar