Crónicas de uma Leitora: Sombras da Meia-Noite, de Lara Adrian [Opinião]

domingo, 13 de outubro de 2013

Sombras da Meia-Noite, de Lara Adrian [Opinião]



Sinopse:
Num deserto gelado mergulhado na escuridão, as linhas entre o bem e o mal, amante e inimigo, nunca são pretas ou brancas, mas desenhadas em tons de meia-noite. Algo inumano surgiu nos confins gelados do Alasca, deixando uma carnificina indizível na sua esteira. Para a piloto Alexandra Maguire, os assassínios trazem recordações de um evento horrível que ela testemunhou em criança e evocam uma inexplicável sensação de alteridade que há muito tempo sentia dentro de si mesma, mas nunca compreendera totalmente... até que um desconhecido sedutor e sombrio com os seus próprios segredos entra no seu mundo. Enviado de Boston para investigar os selvagens ataques e parar a matança, o vampiro guerreiro Kade tem os seus próprios motivos para regressar ao frio e proibitivo local do seu nascimento. Assombrado por uma vergonha secreta, Kade logo percebe a verdade surpreendente da ameaça que enfrenta, uma ameaça que porá em perigo a frágil união que formou com a corajosa e determinada jovem que desperta em si as paixões mais profundas e os anseios mais primários. Porém, ao trazer Alex para o seu mundo de sangue e trevas, Kade deverá enfrentar os seus demónios pessoais e o mal ainda maior que pode destruir tudo o que ele mais ama. 
Mais um livro viciante que nos tira o fôlego e os agarra com uma intensidade que nos faz vibrar. Lara Adrian consegue sempre inebriar-nos com as suas histórias cheias de romance e muita acção. Em Sombras da Meia-Noite, Kade um dos novos recrutas da Ordem é enviado ao Alaska, sua terra natal para investigar e conter um assassino, julgam eles ser um Renegado e teme Kade ser o seu irmão gémeo Seth.
Na altura do ano que se passa a acção aquela região tem apenas 3 horas de luz diurna o que é uma mais valia para o guerreiro mas infelizmente também para o assassino. É nesta região inóspita que Kade conhece Alexandra uma competente piloto que também é uma Companheira da Raça com um trauma de infância profundo. Contudo Alex é mais do que isso é uma mulher de grande coragem, garra, determinação, pronta para proteger e defender os que ama.
Este casal sente-se desde o primeiro instante compelido um para o outro, nascendo entre eles um relacionamento com uma rapidez quase obsessiva (talvez um pouco rapido demais), contudo como sabemos os sentimentos dos machos da Raça são sempre muito possessivos e compulsivos. Kade tem vários demónios que o atormentam e o final foi bastante feliz.
Gostei bastante de ter acesso a alguns pensamentos do Antigo, no fundo cheguei a ter alguma pena dele apesar de ser um assassino sanguinário ele é afinal um habitante de outro planeta que ficou preso na Terra aguardando resgate e acaba por ter a consciência que nunca voltará para o local de onde veio.
Conseguimos ver também o inicio da formação de um segundo casal, é algo ténue mas acho que quem conhece esta saga consegue perceber tal como eu. Também Jenna foi uma personagem que me suscitou compaixão, depois de ter perdido a filha e o marido poucos anos antes mais desgraças lhe acontecem e um episodio em particular é bastante marcante no livro.
Um dos machos da Raça que me deixou preocupada foi Sterling Chase, algo de errado se passa com ele e teremos mesmo de ler os próximos livros sabendo de antemão que a sua história é a última desta série (que recomeça vários anos mais tarde com a já não tão pequena Mira).
É realmente um livro que se lê quase demasiado depressa, a vontade de saber mais sobre o casal protagonista é demasiado grande mas também os detalhes da missão levada a cabo pelos membros da Ordem são intrigantes. Fiquei confusa com o final demasiado fácil de uma personagem e espero que haja mais desenvolvimentos sobre esse assunto. Quem segue esta saga vai ficar bastante agradado com mais este livro ficando a aguardar o próximo com bastante ansiedade.
Por fim, deixo os parabéns à Quinta Essência porque se gostei das capas anteriores esta é sem dúvida nenhuma a mais espectacular captando a essência da protagonista.

Sem comentários:

Enviar um comentário